17 de Fevereiro de 2017 / às 13:45 / 6 meses atrás

Bovespa cai em movimento de ajuste; Raia Drogasil lidera baixas

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista recuava nesta sexta-feira, mantendo o movimento do correção da véspera, em um dia marcado por movimentado noticiário corporativo, com as ações da Raia Drogasil e da Rumo Logística entre as maiores quedas após balanço trimestral.

Às 11:33, o Ibovespa caía 0,89 por cento, a 67.208 pontos. O giro financeiro era de 1,12 bilhão de reais.

Raia Drogasil, que chegou a subir quase 1,5 por cento logo no início dos negócios, passava a figurar entre as maiores perdas do Ibovespa com analistas avaliando os números do último trimestre e as declarações de executivos.

O movimento de ajuste do mercado acionário local tinha respaldo no cenário externo, com as bolsas europeias em baixa e Wall Street também sinalizando uma abertura no vermelho, enquanto investidores aguardam mais clareza sobre a política econômica e antes de um fim de semana prolongado devido a um feriado nos Estados Unidos na segunda-feira.

No front local, participantes aguardam novidades no campo político, principalmente quanto ao avanço das reformas no Congresso Nacional, e com a ausência de notícias relevantes abrindo mais espaço para a correção da bolsa, após o Ibovespa romper os 68 mil pontos intradia nesta semana.

DESTAQUES

- RUMO LOGÍSTICA ON perdia 1,6 por cento, entre as maiores perdas do Ibovespa, após resultado do terceiro trimestre mostrar prejuízo de 319 milhões de reais na base proforma.

- RAIA DROGASIL ON caía 2,7 por cento, revertendo os ganhos iniciais para figurar entre os destaques de baixa do Ibovespa. No quarto trimestre, o lucro líquido ajustado subiu 8,5 por cento ante o mesmo período do ano anterior, apoiado no forte crescimento de receitas e abertura de mais de 60 lojas. Nesta manhã, executivos da empresa afirmaram que a rede de drogarias planeja entrar em três novos Estados em 2017 e reforçar a presença naqueles em que já atua.

- PETROBRAS PN caía 1,2 por cento e PETROBRAS ON perdia 1,1 por cento, em linha com o movimento do preço do petróleo no mercado internacional, que recuava pressionado pelos estoques mundiais em alta.

- USIMINAS PNA pedia 1,3 por cento, após reportar seu décimo prejuízo líquido trimestral consecutivo devido ao menor volume de vendas em todas as unidades de negócios e ao aumento das despesas. Analistas do BTG Pactual consideraram o resultado do quarto trimestre fraco à primeira vista, com o Ebitda ajustado abaixo da sua estimativa, mostrando "certo grau de poluição e alguns fatores com recorrência questionável.

- VALE PNA tinha baixa de 0,2 por cento e VALE ON recuava 0,5 por cento, apesar da alta nos preços do minério de ferro na China nesta sessão, com os papéis se ajustando após as fortes altas recentes.

- GOL PN, que não faz parte do Ibovespa, avançava XX por cento. A companhia aérea reportou prejuízo líquido de 30,2 milhões de reais no quarto trimestre, muito abaixo da perda de 1,13 bilhão de reais um ano antes.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below