24 de Fevereiro de 2017 / às 15:02 / em 10 meses

Baidu tem 2º trimestre seguido de prejuízo, mas vê recuperação em 2017

PEQUIM (Reuters) - A receita da gigante de buscas Baidu (BIDU.O) encolheu pelo segundo trimestre consecutivo, pressionada pela repressão do governo aos esforços de publicidade na área de saúde. Mas a empresa prevê recuperação neste ano, à medida que ajusta as operações para crescer fora do segmento principal de negócios.

A companhia passou por solavancos nos últimos anos - primeiro com a disputa por subsídios com rivais como a Alibaba (BABA.N) em operações como entrega de comida, ingressos de cinema e compartilhamento de táxi.

Mais recentemente, a Baidu teve sua imagem afetada pela morte de um estudante que passou por tratamento experimental de câncer encontrado por meio da ferramenta de busca da empresa.

O grupo chinês foi forçado a reduzir os anúncios na área de saúde com a implementação de novas regras por parte do governo. Analistas estimam que o setor de cuidados com a saúde responde por cerca de 20 a 30 por cento da receita com buscas da companhia, o que representa mais de 80 por cento das vendas totais.

“Acreditamos que o impacto dessas iniciativas (redução dos anúncios em saúde) tenha ficado para trás e olhamos para 2017 como um momento de recuperação e crescimento”, disse Jennifer Li, diretor de finanças da Baidu, em comunicado divulgado nesta sexta-feira.

A empresa chinesa prevê que sua receita aumente 4,2 a 7,6 por cento nos três meses encerrados em março de 2017, marcando a primeira expansão do faturamento em três trimestres. Analistas preveem, em média, um crescimento de 7,6 por cento, segundo dados da Thomson Reuters.

No trimestre terminado em dezembro de 2016, a receita da Baidu caiu 2,6 por cento, para 18,21 bilhões de iuanes (2,65 bilhões de dólares), pouco abaixo dos 18,7 bilhões de iuanes observados no mesmo período do ano anterior.

O lucro líquido da companhia despencou 80 por cento, para 4,13 bilhões de iuanes, parcialmente devido ao fechamento de acordo em igual intervalo um ano antes na empresa chinesa de viagens Ctrip.com International, em troca de uma fatia de 45 por cento na subsidiária da Baidu Qunar Cayman Islands.

As ações da companhia negociadas nos Estados Unidos subiram mais de 1 por cento, após o lucro líquido ter superado as expectativas de analistas de cerca de 2,3 bilhões de iuanes.

Reportagem adicional de Laharee Chatterjee, em Bangalore

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below