26 de Fevereiro de 2017 / às 18:40 / 6 meses atrás

Plano orçamentário de Trump não terá cortes em grandes programas sociais, diz Mnuchin

WASHINGTON (Reuters) - A primeira proposta orçamentária do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, irá poupar grandes programas sociais, como a previdência e assistência médica, de quaisquer cortes, disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, em entrevista transmitida neste domingo.

Mnuchin disse que Trump usaria um discurso político importante para uma sessão conjunta do Congresso na noite de terça-feira para visualizar alguns elementos de seus planos radicais para cortar impostos para a classe média, simplificar o sistema tributário e tornar as empresas americanas mais competitivas a nível mundial com menores taxas e mudanças para incentivar a fabricação dos EUA.

Falando ao programa "Sunday Morning Futures", da rede Fox News, Mnuchin, que reconheceu a reforma tributária como sua maior prioridade política, disse que o plano orçamentário não irá buscar corte de programas de benefícios federais.

"Não estamos tocando nisto agora. Então não esperem ver isto como parte deste orçamento", disse Mnuchin sobre os programas, de acordo com transcrição fornecida pela Fox. "Estamos muito focados em outros aspectos e isto é o que é muito importante para nós. E esta é a prioridade do presidente".

Mnuchin disse que Trump "tocará a reforma tributária" como parte de seu discurso.

O plano irá reduzir o número de suportes de impostos para indivíduos e oferecer um "corte de imposto de renda média", disse Mnuchin. No âmbito comercial, Trump quer "criar um campo nivelado para que companhias dos EUA consigam competir no mundo".

Mnuchin disse que Trump busca um "imposto recíproco" que ajude a criar maior paridade com outros países. Autoridades do governo Trump se queixaram que muitos países cobram impostos com acréscimo de valor sobre importações, enquanto isentam exportações de taxações. Os Estados Unidos cobram em maioria impostos sobre o rendimento das empresas.

Mas Mnuchin disse novamente estar somente estudando um plano de ajustes de impostos fronteiriços.

"Então me deixe dizer que isto é algo que estamos estudando com muito cuidado", disse Mnuchin.

Ele acrescentou que o governo Trump irá trabalhar na Câmara dos Deputados e Senado para criar "um plano combinado que receba o melhor de tudo sobre isto quando for apresentado".

Em comentário sugerindo que o plano orçamentário e fiscal de Trump pode usar pressupostos de receitas agressivas, Mnuchin disse que o governo "acredita fundamentalmente em pontuação dinâmica", um método de cálculo orçamentário que assume que uma taxa menor impulsiona receitas ao encorajar atividade econômica.

O Escritório Orçamentário do Congresso havia usado previamente métodos de pontuação "estáticos", que assumem efeitos econômicos muito conservadores sobre orçamentos e impostos.

"Se tornarmos impostos comerciais mais competitivos, pessoas irão realizar mais negócios aqui e teremos mais receita", disse Mnuchin.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below