2 de Março de 2017 / às 12:29 / em 9 meses

Irã abre processo para compra de 60 mil t de açúcar do Brasil

HAMBURGO (Reuters) - A agência estatal de compras do Irã abriu licitação para comprar 60 mil toneladas de açúcar bruto do Brasil, em mais um sinal de que o país busca elevar estoques, disseram operadores europeus nesta quinta-feira.

Na semana passada, fontes do mercado disseram que importadores privados no Irã haviam comprado 250 mil toneladas de açúcar bruto do Brasil, na primeira compra do gênero em meses.

Operadores disseram que a licitação da agência estatal iraniana, conhecida pela sigla em inglês GTC, deverá fechar em 14 de marco, com carregamento entre 15 de abril e 15 de maio. As entregas deverão ocorrer nos portos de Bandar Imam Khomeini ou Bandar Abbas, dois dos principais terminais de carga do país.

“Esta é a primeira compra que vemos da GTC neste ano e eles parecem estar elevando estoques”, disse uma fonte do mercado.

Operadores disseram que antes da compras da semana passada, a última vez que compradores iranianos haviam ido ao mercado internacional havia sido no terceiro trimestre do ano passado.

As importações anuais de açúcar bruto do Irã giram na média de 900 mil toneladas.

As celebrações de ano novo no país em março são um período de grande consumo de açúcar.

Sanções internacionais impostas ao Irã foram retiradas um ano atrás, após um acordo sobre o programa nuclear do país, mas Teerã continua a enfrentar dificuldades para acessar o sistema bancário internacional, o que afeta sua capacidade de realizar negócios no exterior.

Por Michael Hogan, Jonathan Saul e Maha El Dahan

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below