3 de Março de 2017 / às 15:23 / em 6 meses

Filipinas consideram proibir exportações de minérios e níquel se valoriza

MANILA (Reuters) - As Filipinas podem considerar proibir as exportações de matérias-primas para incentivar a transformação doméstica e aumentar o valor de embarques, disse nesta sexta-feira a subsecretária de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Maria Paz Luna, pois o governo busca extrair mais de seu setor de mineração após uma queda.

Os preços do níquel subiram mais de 1 por cento com a potencial interrupção do fornecimento do maior exportador mundial de níquel, mas os mineradores disseram que seguir os passos da vizinha Indonésia não será viável sem grandes incentivos governamentais.

Governos anteriores nas Filipinas apoiaram apelos para estimular o processamento doméstico de minerais brutos, mas esforços anteriores no Congresso para promulgar leis nesse sentido não tiveram sucesso.

"É uma das coisas que estamos considerando para qualquer mina que julgamos que deve continuar operando", disse Maria a jornalistas.

"No longo prazo, isso ajudará a nossa economia porque aumentará o valor dos produtos", disse ela, acrescentando que qualquer proibição teria de ser considerada pelo governo como um todo.

Por Enrico Dela Cruz e Manolo Serapio Jr

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below