7 de Março de 2017 / às 22:59 / 5 meses atrás

Aneel leiloa em abril 35 lotes de linhas; prevê investimento de R$13 bi

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai leiloar no dia 24 de abril concessões para a construção, operação e manutenção de 7.400 km de linhas de transmissão em 20 Estados, com expectativa de investimentos de 13,1 bilhões de reais, informou o regulador nesta terça-feira.

O leilão, na sede da BM&FBovespa, será dividido em 35 lotes, localizados nos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

O certame, que será o primeiro do setor elétrico neste ano, tem alimentado expectativas no mercado desde que uma licitação de transmissão no final do ano passado atraiu forte interesse de investidores e apresentou o melhor resultado para o segmento desde 2012.

Com disputa entre empresas por projetos e participação de elétricas e fundos privados, como Equatorial, Cteep e Brookfield, o certame do final do ano passado marcou grande diferença em relação à maioria das licitações nos anos anteriores, que acabaram com muitos empreendimentos sem nenhum interessado e com um predomínio de competidores estatais.

O melhor cenário foi fruto de seguidas elevações na receita oferecida aos investidores pelas linhas, o que atraiu novas empresas para o segmento, como a EDP Energias do Brasil e a Brookfield, e de um afastamento da estatal Eletrobras, que tem priorizado colocar obras atrasadas em dia.

Recentemente, outras empresas que não atuam em transmissão também falaram em disputar as próximas licitações do setor devido aos bons retornos, como a geradora Engie e a Energisa, que controla distribuidoras de eletricidade.

O edital do certame de abril foi aprovado nesta terça-feira em reunião da diretoria da Aneel e estará disponível a partir do dia 9 de março no site da agência.

As instalações de transmissão cujas concessões irão a leilão deverão entrar em operação comercial no prazo de 36 a 60 meses a partir da assinatura dos respectivos contratos de concessão, segundo a Aneel.

Por Luciano Costa e Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below