10 de Março de 2017 / às 16:20 / 5 meses atrás

Pátria vence leilão de rodovias Centro Oeste Paulista, com ágio de 131%

SÃO PAULO (Reuters) - O fundo de investimento Pátria Infraestrutura III venceu nesta sexta-feira o leilão de rodovias Centro Oeste Paulista, com uma oferta 917,2 milhões de reais relativa à primeira parcela da outorga, o que representa um ágio de 130,9 por cento, marcando sua estreia no segmento de estradas. O leilão envolveu a concessão por 30 anos de 570 quilômetros de rodovias que cortam o Estado de São Paulo conectando Paraná e Minas Gerais. O grupo vencedor terá que investir 3,9 bilhões de reais no projeto, dos quais 2,1 bilhões nos oito primeiros anos de concessão. O valor mínimo da outorga era de 794,5 milhões de reais. Venceria o leilão o maior valor ofertado pela primeira parcela, de 397,25 milhões de reais. A segunda parcela da outorga, também 397,25 milhões de reais, deverá ser paga em 2018, sujeita a algumas condições que incluem a devolução de trecho atualmente operado pela concessionária ViaNorte, controlado pelo grupo Arteris ARTR3.SA, e cuja concessão vence em março de 2018. Desse modo, o valor total de outorga a ser pago pelo Pátria alcançará 1,3 bilhão de reais. "Concluímos que seria uma excelente porta de entrada para estrearmos neste setor", disse em comunicado à imprensa Felipe Pinto, da área de infraestrutura do Pátria Investimentos.

Com o lote de rodovias, o Pátria criará uma nova empresa para administrar os ativos. A gestora poderá ainda participar do próximo leilão de rodovias paulistas, marcado para 25 de abril e que envolverá 720 quilômetros de trechos conhecidos no conjunto com Rodovias dos Calçados. Este leilão prevê investimentos de 5 bilhões de reais em 30 anos de concessão e corre em paralelo, também formando um corredor ligando Paraná e Minas Gerais através de São Paulo. O valor mínimo de outorga relativo à primeira de duas parcelas será de 225 milhões de reais. No ano passado, o Pátria Investimentos arrematou dois lotes nos leilões de transmissão de energia da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), dando origem à Argo Energia, com investimentos de 2,5 bilhões de reais em ativos de transmissão. A oferta do Pátria superou o lance da outra participante do leilão, a empresa de concessões de infraestrutura Ecorodovias, de 611 milhões de reais. Os papéis da Ecorodovias aceleraram os ganhos após o resultado e avançavam cerca de 5 por cento por volta das 13h. Representantes da Ecorodovias não se manifestaram após o leilão. Também presente na disputa, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, avaliou que o leilão foi "uma grande prova de confiança na economia brasileira". O governador afirmou que o valor de pedágio no trecho atualmente administrado pela concessionária da Arteris cairá cerca de 19 por cento quando o gestor a ser escolhido pelo Pátria começar a operar o trecho a partir de março de 2018. Para o restante das rodovias, a expectativa é que o Patria assuma até junho deste ano. Segundo dados do governo paulista, a Rodovia do Centro-Oeste Paulista conta 88 mil veículos equivalentes por dia, dos quais 75 por cento veículos de passageiros e o restante comerciais. A expectativa de receita total informada é de 6,3 bilhões de dólares em valores atuais ao longo dos 30 anos de concessão, uma média de 210 milhões de dólares por ano.

O trecho concessionado nesta sexta-feira possui quatro praças de pedágio atualmente, todas sob administração da ViaNorte. O Pátria poderá instalar mais quatro praças ao longo do projeto.

O diretor geral da agência de rodovias de São Paulo (Artesp), Giovanni Pengue Filho, afirmou que um total de 140 grupos se cadastraram para a sala de dados da Rodovias Centro Oeste Paulista. Ele explicou que muitos grupos internacionais interessados no leilão não conseguiram finalizar a tempo a documentação para participar do leilão desta sexta-feira, mas que deverão ter condições de participar da disputa de 25 de abril, pela Rodovias dos Calçados.

"Vários grupos internacionais estão sinalizando interesse, o que pode implicar em um ágio até maior (para o próximo leilão)", disse Pengue Filho. Segundo ele, o interesse inclui grupos de países como Itália, Espanha, França, China, Coreia do Sul, Portugal e Oriente Médio. Até agora 80 grupos se cadastraram para acessar a sala de dados da Rodovias dos Calçados, disse Pengue Filho.

A Rodovias dos Calçados têm média de 115 mil veículos equivalentes por dia, dos quais 73 por cento são de passageiros e o restante, comerciais. A estimativa de receita total de pedágio é de 7 bilhões de dólares, uma média de 235 milhões por ano.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below