6 de Abril de 2017 / às 11:16 / 5 meses atrás

UE aumenta tarifas de importação sobre aço chinês; Pequim protesta

BRUXELAS (Reuters) - A Comissão Europeia informou nesta quinta-feira que adotou tarifas antidumping sobre as importações de produtos de aço laminados a quente da China a uma taxa superior àquelas já existentes, o que provocou uma reação irritada de Pequim.

A Comissão, em nome dos 28 países da União Europeia, fixou tarifas finais de 18,1 a 35,9 por cento durante cinco anos para os produtores, incluindo a Bengang Steel Plates 000761.SZ, a Handan Iron & Steel TANGCB.UL e a Hesteel 000709.SZ.

Os percentuais se comparam com as taxas provisórias impostas desde outubro de 13,2 a 22,6 por cento, seguindo queixa apresentada pela associação de aço europeia Eurofer em nome dos produtores do bloco ArcelorMittal ISPA.AS, Tata Steel (TISC.NS) e ThyssenKrupp (TKAG.DE).

O Ministério do Comércio da China disse estar muito preocupado com a decisão e instou a UE a "corrigir seu erro", acrescentando que tomaria "medidas necessárias" para proteger suas empresas.

Reportagem de Philip Blenkinsop

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below