11 de Abril de 2017 / às 12:53 / 5 meses atrás

Confiança do investidor alemão avança com crescimento da economia e menor receio com Trump

BERLIM (Reuters) - A confiança dos investidores alemães melhorou em abril para o nível mais alto desde agosto de 2015, impulsionada por um primeiro trimestre forte da economia do país e pelas preocupações menores sobre o protecionismo com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O instituto ZEW informou nesta terça-feira que sua pesquisa mensal mostrou um avanço da leitura do seu índice de confiança econômica para 19,5 pontos, de 12,8 em março. A expectativa em pesquisa da Reuters era de um aumento para 14,0.

“O medo sobre Donald Trump está diminuindo e agora há uma sensação de otimismo”, disse Thomas Gitzel, do VP Bank.

Trump ameaçou impor um imposto de fronteira de 35 por cento sobre as montadoras alemãs, argumentando que tal medida criaria mais empregos em solo norte-americano.

Mas a indústria alemã teve o que o governo chamou na semana passada de um início “extraordinário” do ano, já que o setor atua com força para satisfazer a demanda no país e no exterior.

Em março, a confiança empresarial alemã atingiu seu nível mais alto em quase seis anos.

O presidente do ZEW, Achim Wambach, disse em um comunicado que os investidores foram encorajados pelo primeiro trimestre robusto da economia alemã, acrescentando: “Os especialistas do mercado financeiro esperam que esse crescimento continue”.

Por Paul Carrel

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below