12 de Abril de 2017 / às 14:16 / 5 meses atrás

Ibovespa recua com cautela por inquéritos contra políticos, em dia de vencimentos

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista recuava nesta quarta-feira, com investidores adotando cautela diante da abertura de inquéritos contra ministros, parlamentares e outras autoridades no âmbito da operação Lava Jato.

A sessão é marcada ainda pelos vencimentos de opções do Ibovespa e do índice futuro, o que pode favorecer alguma volatilidade ao longo do dia.

Às 11:11, o Ibovespa caía 0,72 por cento, a 63.893 pontos. O giro financeiro era de 1,2 bilhão de reais.

Na véspera, o relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, autorizou a abertura dos inquéritos a partir das delações feitas por executivos da Odebrecht a uma lista de políticos que inclui oito ministros do governo de Michel Temer.

“Políticos vão tentar dar a resposta com ações e tentar mostrar à sociedade normalidade, mas o clima de ansiedade ainda é alto uma vez que detalhes das motivações das citações ainda estão por ser divulgados”, escreveram analistas da corretora Lerosa Investimentos em nota a clientes.

Ainda localmente, o mercado espera a decisão de política monetária, no fim do dia, com expectativa em pesquisa Reuters apontando para corte de 1 ponto percentual na taxa básica de juros, para 11,25 por cento ao ano.

DESTAQUES

- CEMIG PN tinha baixa de 2,94 por cento. A elétrica mineira teve prejuízo líquido de 299 milhões de reais no quatro trimestre de 2016, revertendo o lucro verificado em igual período do ano anterior, após ajustes contábeis pela desvalorização de seus investimentos na Renova Energia, empresa de geração renovável.

- VALE PNA caía 3,45 por cento e VALE ON perdia 3,63 por cento, em sessão de fortes quedas dos contratos minério de ferro e de aço na China.

- CSN ON tinha baixa de 3,22 por cento, USIMINAS PNA recuava 1,76 por cento e GERDAU PN caía 2,09 por cento, também na esteira das quedas das commodities básicas na China.

- BRADESCO PN perdia 1,12 por cento, ajudando a pressionar o Ibovespa devido ao peso das ações em sua composição. ITAÚ UNIBANCO PN recuava 0,5 por cento.

- PETROBRAS PN oscilava ao redor da estabilidade, enquanto PETROBRAS ON cedia 0,39 por cento, em sessão sem viés claro nos preços do petróleo no mercado internacional, após notícias de que a Arábia Saudita pressiona colegas membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e alguns rivais para prolongar os cortes de oferta para além de junho.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below