18 de Abril de 2017 / às 21:41 / em 7 meses

Índices dos EUA caem pressionados por Goldman Sachs e Johnson & Johnson

NOVA YORK (Reuters) - O S&P 500 caiu pela quarta vez em cinco sessões nesta terça-feira, pressionado por quedas no Goldman Sachs e na Johnson & Johnson após divulgação dos resultados trimestrais, ao mesmo tempo em que tensões geopolíticas levavam cautela de investidores.

O Dow Jones caiu 0,55 por cento, a 20.523 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,29 por cento, a 2.342 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 0,12 por cento, a 5.849 pontos.

A ação do Goldman Sachs recuou 4,7 por cento, para 215,59 dólares, após cair para seu menor nível intradia desde 29 de novembro. O banco registrou lucros que ficaram abaixo das expectativas, uma vez que sua receita comercial caiu.

As ações do Goldman sofreram sua maior queda percentual diária desde 24 de junho, um dia após o Reino Unido votar pela saída da União Europeia.

O papel da Johnson & Johnson recuou 3,1 por cento em seu pior dia em 14 meses após a receita trimestral ficar abaixo das expectativas de analistas.

“Os números do Goldman de hoje foram decepcionantes para o mercado”, disse Rick Meckler, presidente da LibertyView Capital Management em Jersey City, Nova Jersey.

O setor de saúde, que recuou 1 por cento, e o setor financeiro, que caiu 0,8 por cento, tiveram os piores desempenhos entre os principais 11 setores do S&P.

Por Chuck Mikolajczak

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below