25 de Abril de 2017 / às 17:02 / 4 meses atrás

Índices acionários europeus têm alta com resultado corporativos e atividade de fusão e aquisição

LONDRES (Reuters) - A atividade de fusão e aquisição e resultados corporativos impulsionaram os principais índices acionários europeus nesta terça-feira, com o foco voltando por enquanto para os fundamentos e afastando-se da política.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,21 por cento, a 1.520 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,21 por cento, a 387 pontos.

O STOXX teve sua quinta sessão consecutiva de alta, tendo atingido brevemente o nível mais alto desde agosto de 2015 durante o pregão. O índice acumula alta de 7,1 por cento até agora neste ano.

A vitória do candidato centrista Emmanuel Macron no primeiro turno da eleição presidencial francesa provocou uma alta global nos ativos de risco na segunda-feira, uma vez que os investidores tiveram algum alívio com as chances menores de uma turbulência política.

"Há todos esses fatores positivos a favor da Europa, mas o problema é, obviamente, que tivemos algumas dificuldades políticas para lidar neste ano", disse o analista de mercado da City Index Ken Odeluga.

O índice CAC 40 da França, que avançou mais de 4 por cento na segunda-feira, teve alta de 0,17 por cento nesta terça-feira.

Os resultados corporativos foram o principal foco, com as ações da AMS subindo 19,6 por cento e atingindo máxima recorde após a fabricante de chips relatar receitas do primeiro trimestre acima de sua própria previsão e acrescentar que pode aumentar a meta de crescimento da receita no médio prazo.

A atividade de fusão e aquisição também impulsionou as ações de empresas como a de bens de luxo Christian Dior, que subiram 11 por cento e atingiram novo recorde depois de um acordo de compra.

A LVMH e o empresário bilionário Bernard Arnault anunciaram um acordo para simplificar o seu relacionamento com a Christian Dior através da compra da participação dos acionistas minoritários, visando aumentar os lucros da LVMH.

As ações da LVMH atingiram recorde e subiram 3,9 por cento, enquanto a concorrente Hermès caiu 4,5 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,15 por cento, a 7.275 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,10 por cento, a 12.467 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,17 por cento, a 5.277 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,59 por cento, a 20.805 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,15 por cento, a 10.783 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,97 por cento, a 5.046 pontos.

Por Kit Rees

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below