2 de Maio de 2017 / às 10:13 / 6 meses atrás

Atividade da indústria da zona do euro atinge máxima de 6 anos em abril, aponta PMI

LONDRES (Reuters) - As indústrias da zona do euro começaram o segundo trimestre com um ritmo sólido, aumentando a atividade à taxa mais forte em seis anos uma vez que a demanda permaneceu forte apesar da alta dos preços, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O PMI de indústria do IHS Markit para a zona do euro saltou a 56,7 em abril de 56,2 em março, alcançando o nível mais alto desde abril de 2011. O dado ficou pouco abaixo da preliminar de 56,8.

O índice que mede a produção também avançou ainda mais acima da marca de 50 que separa crescimento de contração, registrando a máxima de seis anos de 57,6 sobre 57,5 em março.

“A indústria da zona do euro registrou fortes condições empresariais em abril, sinalizando um início sólido do segundo trimestre”, disse Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit.

“A leitura indica que a indústria está crescendo a uma taxa anual de aproximadamente 4 a 5 por cento, o que deve dar uma contribuição significativa para o crescimento econômico geral.”

O aumento da demanda acontececu apesar de as indústrias terem elevado os preços no segundo ritmo mais forte em quase seis anos. O índice de preços de produção caiu no mês passado a 55,4 de 55,6.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below