2 de Maio de 2017 / às 14:33 / 4 meses atrás

Ibovespa sobe com otimismo por política doméstica e ajuste pós-feriado

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava em alta nesta terça-feira, diante da percepção de que as recentes manifestações não tiraram força do governo federal para avançar as reformas, incluindo a da Previdência, e também ajustando-se ao tom positivo do mercado acionário norte-americano na véspera, quando foi feriado no Brasil.

Às 11:31, o Ibovespa subia 1,64 por cento, a 66.474 pontos. O giro financeiro era de 2,01 bilhões de reais.

"Em nenhum país do mundo a reforma previdenciária é tratada de maneira simples e os embates entre governo e população em geral estão sendo até menos ríspidos aqui se compararmos com outros países que fizeram reformas recentemente", escreveram os analistas da corretora Lerosa Investimentos, em nota a clientes.

Temer se reuniu na véspera com ministros e parlamentares da base aliada para discutir estratégias para aprovação das reformas trabalhista e da Previdência e, segundo reportagens na mídia, decidiu retaliar deputados infiéis ao governo.

O mercado também ajustava-se aos ganhos de ADRs (recibos de ações nos Estados Unidos) negociados em Nova York na véspera, quando a bolsa brasileira não operou devido ao feriado do Dia do Trabalho.

DESTAQUES

- BRADESCO PN avançava 2,14 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN ganhava 1,55 por cento, em sessão amplamente positiva para o setor bancário como um todo, que reforçava o tom favorável do Ibovespa devido ao peso dos papéis na composição do índice.

- PETROBRAS PN subia 1,65 por cento e PETROBRAS ON tinha alta de 1,67 por cento. Além da sessão positiva na véspera para os seus respectivos ADRs, os papéis repercutiam as declarações do presidente Pedro Parente, que segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, teria afirmado que a estatal planeja relançar "nas próximas semanas" o plano de venda de ativos.

- VALE PNA avançava 2,4 por cento e VALE ON ganhava 2,04 por cento, em linha com os futuros do minério de ferro na China. Além disso, na segunda-feira, ADRs dos papéis preferenciais da mineradora avançaram 0,85 por cento, e dos ordinários subiram 1,17 por cento.

- CSN ON tinha alta de 3,1 por cento, GERDAU PN avançava 2,86 por cento e USIMINAS PNA ganhava 2,82 por cento, refletindo o avanço dos contratos futuros do aço e do minério de ferro na China.

- ELETROBRAS PNB, que passa integrar a carteira teórica do Ibovespa para o período de maio a agosto, avançava 0,7 por cento, ELETROBRAS ON, que já fazia parte da carteira anterior e segue no atual período, tinha alta de 0,44 por cento.

- EMBRAER ON caía 2,67 por cento, liderando a ponta negativa do Ibovespa, após divulgação do balanço do primeiro trimestre, com queda de 65 por cento no lucro líquido, para 134,9 milhões de reais.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below