3 de Maio de 2017 / às 10:50 / em 7 meses

Mercados acionários chineses ampliam queda com aperto da política monetária e preocupações com regulação

XANGAI/CINGAPURA (Reuters) - Os mercados acionários da China ampliaram as quedas nesta quarta-feira, com os investidores cautelosos diante das persistentes preocupações sobre as regulações mais rigorosas do país e uma mudança para política monetária mais apertada.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,38 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,25 por cento.

O índice de Xangai tem alta acumulada de 1,0 por cento até agora no ano, mas recuou 4,7 por cento da máxima de 15 meses atingida em meados de abril, quando as preocupações com uma política monetária mais apertada e as perspectivas econômicas mais amplas desencadearam vendas generalizadas.

O banco central chinês injetou 506,39 bilhões de iuanes (73,46 bilhões de dólares) no sistema financeiro através de ferramentas de liquidez de curto e médio prazos em abril, número 18 por cento menor em comparação com o mês anterior, sinalizando sua intenção de conter o rápido crescimento do crédito.

O Banco do Povo da China informou nesta quarta-feira que injetou 200 bilhões de iuanes nos mercados monetários por meio de operações de mercado aberto.

Após anos de política monetária superfrouxa, o banco central tem cautelosamente mudado para um viés de aperto modesto e reguladores intensificaram o controle sobre formas mais arriscadas de financiamento, uma vez que as autoridades tentam conter os riscos financeiros de anos de estímulo alimentado por dívida.

No restante da região, os mercados ficaram mistos nesta sessão após forte alta com dados positivos de resultados corporativos e da indústria, e em meio a expectativas de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, sinalizará um aumento dos juros em junho ainda nesta quarta-feira.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,28 por cento às 7:44 (horário de Brasília).

Operadores de mercados futuros precificavam nesta sessão 63 por cento de chance de uma alta dos juros em junho nos EUA, de acordo com a ferramenta FedWatch do CME Group, que previa quase 72 por cento de chances há uma semana e 59 por cento há um mês.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei não operou.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG permaneceu fechado.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,25 por cento, a 3.135 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,38 por cento, a 3.413 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI não abriu.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,14 por cento, a 9.955 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,83 por cento, a 3.237 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,98 por cento, a 5.892 pontos.

Por Nichola Saminather, Luoyan Liu e John Ruwitch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below