5 de Maio de 2017 / às 13:58 / 4 meses atrás

Opep e não membros veem necessidade de estender acordo de cortes, diz Arábia Saudita

DUBAI (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros países que fecharam um acordo para redução da produção estão convergindo sobre a necessidade de estender o pacto para além de junho, com o objetivo de retirar do mercado um excesso de oferta, disse nesta sexta-feira um representante da Arábia Saudita na Opep.

A Opep, a Rússia e outros produtores concordaram no ano passado em reduzir a oferta em 1,8 milhão de barris por dia (bpd) por seis meses a partir de 1° de janeiro deste ano.

Os preços do petróleo subiram desde então, mas os estoques seguem elevados e a produção de países que não entraram no pacto pelos cortes tem subido, incluindo nos Estados Unidos, o que tem mantido as cotações abaixo do nível de 60 dólares que a Arábia Saudita e outros membros da Opep gostariam de ver.

"Há um consenso crescente entre os países participantes sobre a necessidade de estender o acordo de produção alcançado no último ano", disse Adeeb Al-Aama à Reuters.

"Com base nos dados de hoje, há uma crescente convicção de que uma ampliação por seis meses pode ser necessária para reequilibrar o mercado, mas a duração da extensão ainda não está fechada", disse ele.

Uma decisão formal será tomada quando os ministros da Opep e países não membros se encontrarem em Viena em 25 de maio.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below