5 de Maio de 2017 / às 16:58 / em 6 meses

Mercados acionários na Europa avançam antes de eleição francesa

LONDRES/MILÃO (Reuters) - Os mercados acionários europeus atingiram a máxima de 21 meses nesta sexta-feira, impulsionados por fortes resultados corporativos, dados econômicos positivos e alívio das preocupações políticas antes do segundo turno no domingo da eleição presidencial francesa.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,69 por cento, a 1.549 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,65 por cento, a 394 pontos, acumulando alta de 1,9 por cento na semana.

O centrista Emmanuel Macron ampliou a vantagem nas pesquisas de opinião contra a líder de extrema-direita e contrária à União Europeia, Marine Le Pen, reforçando o otimismo dos investidores em relação aos mercados europeus, à medida que o risco de grande reviravolta política parece diminuir.

O índice francês CAC 40 teve alta 1,12 por cento na sessão, para a máxima de 9 anos e meio, enquanto o índice da Alemanha DAX atingiu novo recorde.

As perdas mais cedo na sessão foram revertidas depois de os dados de emprego nos Estados Unidos impressionarem, impulsionando as ações globalmente.

Os mercados europeus tiveram alta nas últimas duas semanas após a vitória de Macron no primeiro turno da eleição na França, provocando corrida para ativos de risco, movendo o foco dos investidores para um panorama econômico mais otimista e resultados corporativos sólidos.

“Se as pesquisas forem tão precisas quanto na primeira rodada, grande parte da incerteza é retirada e agora podemos olhar para a França e para os mercados franceses com risco muito menor, concentrando-se nos fundamentos”, disse o chefe global de pesquisa na Amundi, Philippe Ithurbide.

Os resultados fortes das empresas europeias se somaram ao abrandamento das preocupações políticas nesta sessão. Metade das empresas europeias já divulgou seus resultados até agora, com 78 por cento superando as expectativas e 21 por cento ficando abaixo, indicando crescimento geral de quase 17 por cento no primeiro trimestre deste ano, segundo dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,68 por cento, a 7.297 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,55 por cento, a 12.716 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,12 por cento, a 5.432 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,48 por cento, a 21.483 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,11 por cento, a 11.135 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,37 por cento, a 5.254 pontos.

Por Danilo Masoni e Helen Reid

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below