10 de Maio de 2017 / às 11:50 / 3 meses atrás

Presidente diz que pode divulgar impacto de fim de estímulo sobre saúde financeira do BC do Japão

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta quarta-feira que a autoridade monetária vai avaliar publicar os cálculos sobre como uma futura retirada dos estímulos monetários pode afetar sua saúde financeira.

A declaração marcou a primeira vez que Kuroda sinalizou a chance de oferecer essa informação ao público. Até então, ele considerava como prematuro qualquer debate sobre uma estratégia de saída do programa de estímulo radical do banco central.

"É muito importante explicar de maneira fácil de entender como a política monetária pode afetar a saúde financeira do Banco do Japão", disse Kuroda ao Parlamento nesta quarta-feira.

"Vamos considerar isso como uma possibilidade futura", disse ele, quando questionado sobre a chance de divulgar os cálculos do efeito que uma retirada do estímulo pode ter no balanço do banco central.

Kuroda disse não estar pensando em nenhuma maneira específica de mudar o conjunto de políticas monetárias atuais do Banco do Japão, enfatizando que o controle da curva de rendimentos continua sendo o foco principal.

Ele também disse que o montante das compras de dívida pública e o nível da base monetária incluídos em sua declaração de política monetária são meramente diretrizes.

Por Sumio Ito e Minami Funakoshi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below