11 de Maio de 2017 / às 16:33 / em 7 meses

Conab eleva projeções das safras 16/17 de soja e milho; vê forte alta ante 15/16

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de grãos do Brasil na temporada 2016/17 atingirá novo recorde de 232 milhões de toneladas, com aumento de 45,4 milhões de toneladas ante a fraca temporada passada, quando as produtividades foram afetadas por uma severa seca, informou nesta quinta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Produtor observa plantação de soja em Barreiras, no Estado da Bahia 06/02/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino

A alta de mais de 24 por cento na produção, que ajudará no crescimento do Produto Interno Bruto e no controle da inflação, ocorrerá principalmente pelo crescimento das safras de soja e milho, que respondem por cerca de 90 por cento da colheita nacional de grãos. A Conab projeta forte aumento nas exportações e dos estoques finais de ambos produtos.

A super safra, ainda que esteja distante da produção do líder global, os Estados Unidos, que produzem mais de 380 milhões de toneladas apenas de milho, deve-se mais ao aumento da produtividade média no país, beneficiada principalmente pelo clima favorável.

A Conab ainda previu aumento de 3,5 por cento na área plantada total, vista em 60,4 milhões de hectares. A colheita de soja está praticamente finalizada, enquanto as atenções agora se voltam para segunda safra de milho.

A soja, o principal produto do agronegócio brasileiro, deverá registrar um crescimento de 18,4 por cento na produção na comparação com a temporada passada, devendo atingir 113 milhões de toneladas, com ampliação de 1,8 por cento na área plantada, mas um significativo aumento da produtividade em função de boas chuvas.

Já a safra total de milho deve alcançar 92,8 milhões de toneladas, 39,5 por cento acima da temporada 2015/2016.

A previsão é de 30,2 milhões de toneladas para a primeira safra de milho e de 62,7 milhões para a segunda. A área total do cereal deve atingir 17,2 milhões de hectares, alta de 8,3 por cento.

A Conab elevou as projeções ante o relatório do mês passado, que apontava safras de soja de 110,2 milhões de toneladas e de milho em 91,5 milhões de toneladas.

Com grandes safras, a Conab agora projeta exportações de soja em um recorde de 63 milhões de toneladas, aumento de mais de 10 milhões ante o ciclo anterior, e embarques de milho de 26 milhões de toneladas em 2016/17, ante aproximadamente 19 milhões na safra anterior.

Já os estoques finais de soja estão previstos em 4,5 milhões de toneladas, os maiores desde 2010/11, pelo menos, enquanto os de milho terão volumes recordes de 19,2 milhões de toneladas.

A Conab ainda previu um crescimento é de 15,5 por cento na safra de algodão (pluma), podendo chegar a quase 1,5 milhão de toneladas, apesar da estimativa de redução de 1,6 por cento na área cultivada.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below