26 de Maio de 2017 / às 23:23 / em 6 meses

Joesley Batista renuncia à presidência do conselho da JBS

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de alimentos JBS informou nesta sexta-feira que Joesley Batista renunciou à presidência do conselho de administração da companhia e que seus conselheiros elegeram por unanimidade o executivo Tarek Farahat para o posto.

Vista da JBS na cidade de Lapa, no Paraná 21/3/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

A companhia informou ainda que José Batista Sobrinho também foi eleito por unanimidade para a vice-presidência do conselho, posto atualmente ocupado por Wesley Batista, que seguirá como membro do colegiado e na presidência-executiva da maior produtora de carne bovina do mundo.

José Batista é pai de Joesley e Wesley. Além de sair da presidência, Joesley também desistiu de ocupar uma cadeira no conselho.

Desde a revelação do conteúdo da delação premiada de Joesley e Wesley Batista na semana passada, a JBS tem visto seu valor de mercado recuar e pecuaristas passaram a citar crise de confiança na empresa para exigirem pagamentos à vista antes de carregarem animais para abate nos frigoríficos da companhia.

A JBS também informou que vai criar um comitê de governança para “implementar melhores práticas globais”. O grupo será comandado por Farahat, que atualmente já é membro do conselho da JBS e foi presidente da empresa de produtos de consumo Procter & Gamble no Brasil entre 2006 e 2012.

O anúncio da mudança no conselho de administração da JBS ocorreu pouco depois da presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Maria Silvia Bastos Marques ter apresentado sua renúncia ao presidente Michel Temer.

Joesley chegou a reclamar com Temer de entraves a seus interesses no BNDES e citou o nome de Maria Silvia, mostrou uma gravação feita pelo empresário de uma conversa com o presidente, parte de seu acordo de delação divulgado na semana passada.

O BNDES tem uma cadeira no conselho de administração da JBS, por meio de seu braço de participações.

“Governança é minha maior prioridade, com foco em ganhar confiança do mercado... Há um grande trabalho a ser feito para reconstruir a confiança”, disse Farahat em nota da JBS ao mercado.

Além de investidores pedirem pela saída dos irmãos Batista de seus postos na JBS após o escândalo das delações, a Reuters informou mais cedo que a diretoria da tradicional Sociedade Rural Brasileira (SRB) havia pedido ao BNDES que pressionasse pela saída dos irmãos Batista do conselho da empresa.

A direção da entidade representante dos agricultores e pecuaristas avalia que o BNDESPar, braço de investimentos do banco de fomento, na condição de acionista da JBS, deveria pressionar pela saída dos Batista para que a empresa possa continuar a operar em uma melhor situação. Diante da crise, muitos pecuaristas têm adotado cautela nas negociações de boi com a JBS, negando-se a vender a prazo, como quer a companhia.

Por Alberto Alerigi Jr., com reportagem adicional de Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below