31 de Maio de 2017 / às 11:49 / em 6 meses

Preços caem mais de 2% com produção em países que não integram acordo da Opep

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo tinham queda acentuada nesta quarta-feira, com o aumento da produção da Líbia alimentando a preocupação de que os cortes liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo estão sendo prejudicados por vários países que estão excluídos do pacto.

Bomba de petróleo perto de Bakersfield, na Califórnia 14/10/2014 REUTERS/Lucy Nicholson/File Photo

O petróleo Brent recuava 1,46 dólar, ou 2,82 por cento, a 50,38 dólares por barril, às 8:46 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 1,21 dólar, ou 2,44 por cento, a 48,45 dólares por barril

“É a soma de todos os aspectos negativos que emergiram desde a reunião da Opep na semana passada”, disse o diretor de estratégia de commodities da Saxo Bank, Ole Hansen.

A Opep e outros produtores, incluindo a Rússia, concordaram na semana passada em estender o acordo para reduzir a produção em cerca de 1,8 milhão de barris por dia (bpd) até o final do primeiro trimestre de 2018.

Mas certos membros da Opep, como a Líbia e a Nigéria, além dos Estados Unidos, que produzem petróleo não convencional, não fazem parte do acordo, o que deixa espaço para um maior crescimento da produção desses exportadores.

A produção de petróleo da Líbia deve aumentar para 800 mil bpd nesta semana, informou a National Oil Corporation na segunda-feira, o que provavelmente aumentará as exportações do país.

Por Karolin Schaps

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below