31 de Maio de 2017 / às 11:49 / 3 meses atrás

Preços caem mais de 2% com produção em países que não integram acordo da Opep

Bomba de petróleo perto de Bakersfield, na Califórnia 14/10/2014Lucy Nicholson/File Photo

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo tinham queda acentuada nesta quarta-feira, com o aumento da produção da Líbia alimentando a preocupação de que os cortes liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo estão sendo prejudicados por vários países que estão excluídos do pacto.

O petróleo Brent recuava 1,46 dólar, ou 2,82 por cento, a 50,38 dólares por barril, às 8:46 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 1,21 dólar, ou 2,44 por cento, a 48,45 dólares por barril

"É a soma de todos os aspectos negativos que emergiram desde a reunião da Opep na semana passada", disse o diretor de estratégia de commodities da Saxo Bank, Ole Hansen.

A Opep e outros produtores, incluindo a Rússia, concordaram na semana passada em estender o acordo para reduzir a produção em cerca de 1,8 milhão de barris por dia (bpd) até o final do primeiro trimestre de 2018.

Mas certos membros da Opep, como a Líbia e a Nigéria, além dos Estados Unidos, que produzem petróleo não convencional, não fazem parte do acordo, o que deixa espaço para um maior crescimento da produção desses exportadores.

A produção de petróleo da Líbia deve aumentar para 800 mil bpd nesta semana, informou a National Oil Corporation na segunda-feira, o que provavelmente aumentará as exportações do país.

Por Karolin Schaps

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below