9 de Junho de 2017 / às 17:09 / em 4 meses

Resultado da eleição do Reino Unido deixa mercados acionários europeus agitados

LONDRES/MILÃO (Reuters) - Os mercados acionários europeus tiveram uma sessão volátil nesta sexta-feira depois que a eleição no Reino Unido não resultou em um vencedor claro às vésperas das negociações sobre a saída da União Europeia, embora a queda na libra tenha dado sustentação às ações de exportadores britânicos.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,37 por cento, a 1.534 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,32 por cento, a 390 pontos.

Durante a sessão, o STOXX 600 entrou e saiu do território positivo, enquanto o índice de blue chips do Reino Unido FTSE 100 teve alta de 1 por cento.

“Embora... não tenha sido o resultado específico que muitos esperavam, os preços de ativos no Reino Unido, e de certa forma globalmente, já descontaram um período de incerteza política dada a complexidade de cumprir o resultado do referendo do ano passado”, disse Paras Anand, vice-presidente de investimentos da Fidelity International.

“De forma simples, o fato de estarmos enfrentando um período de incerteza política não é nada novo”, acrescentou.

Depois de atingirem o nível mais alto em quase dois anos em maio diante de uma temporada forte de resultados corporativos e entradas recordes, as ações europeias têm operado de lado enquanto os investidores buscam novos catalisadores para ampliar a alta.

Os eleitores britânicos impuseram à primeira-ministra Theresa May um golpe devastador na eleição antecipada convocada pela premiê em busca de fortalecer sua posição para as negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, derrubando a maioria parlamentar do governo e lançando o país em um turbilhão político.

Isso levou a libra a cair até 2,5 por cento, o que por sua vez deu impulso às empresas britânicas que vendem fora do país. Entre elas estão a empresa de embalagens Smurfit Kappa, a mineradora Antofagasta, o banco Standard Chartered e a petroleira BP.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,04 por cento, a 7.527 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,80 por cento, a 12.815 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,67 por cento, a 5.299 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,38 por cento, a 21.122 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,23 por cento, a 10.978 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,12 por cento, a 5.298 pontos.

Por Danilo Masoni e Kit Rees

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below