13 de Junho de 2017 / às 13:26 / em 5 meses

França abre inquérito sobre atividades sírias da LafargeHolcim, diz fonte

PARIS (Reuters) - A França abriu um inquérito judicial sobre as atividades sírias do grupo de construção e cimento LafargeHolcim, disse uma fonte da Justiça nesta terça-feira, para investigar o “financiamento de empresas terroristas” e ameaça a vidas.

Em abril, a LafargeHolcim disse que o presidente-executivo Eric Olsen estava saindo depois que a empresa admitiu ter pago grupos armados para manter uma fábrica em operação na Síria devastada pela guerra.

Um inquérito interno independente revelou que os pagamentos de proteção feitos aos intermediários para manter a planta de Jalabiya no norte daquele país não estavam de acordo com suas políticas.

A fonte disse que um juiz que lidava com assuntos antiterroristas e dois juízes financeiros estavam lidando com o assunto.

A LafargeHolcim disse nesta terça-feira que não foi contatada pelo Ministério Público francês, mas cooperaria com as autoridades judiciais se fosse solicitada a fazê-lo.

“Os procedimentos judiciais são conduzidos de forma confidencial e nem a Lafarge nem nenhuma das suas afiliadas foram parte em nenhum deles”, disse uma porta-voz da empresa.

O inquérito judicial consiste em alegações feitas sobre pagamentos a grupos ilegais, mas não a indivíduos, embora isso possa mudar no futuro, disse a fonte.

Reportagem de Emmanuel Jarry e Gilles Guillaume

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below