14 de Junho de 2017 / às 18:31 / em 3 meses

Abengoa pede a credores prazo para negociar ativos e reagenda assembleia para 18/8

SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica espanhola Abengoa pediu mais prazo a seus credores em uma assembleia realizada em meio a seu processo de recuperação judicial no Brasil, uma vez que busca interessados em comprar seus ativos no país, principalmente linhas de transmissão de energia, parte delas em operação e parte com obras paradas, disse à Reuters um analista próximo ao processo.

A assembleia de credores, que foi aberta na terça-feira, deverá ser retomada em 18 de agosto, quando a Abengoa espera já apresentar aos credores as ofertas pelos ativos e um plano para o pagamento das dívidas, explicou o analista da K2 Consultoria, Rodolpho Antonio Leite Rocha.

A K2 tem assessorado a Abengoa no processo de recuperação judicial.

“Eles estão negociando com alguns grupos a venda desses ativos e estão fechando esse processo... os credores escutaram a proposta e votaram aceitando o pedido da Abengoa para passar para 18 de agosto... aí a assembleia vai ser retomada já de maneira efetiva, falando de valores e do plano de pagamentos para cada classe de credor”, disse Rocha.

Procurada, a Abengoa não respondeu imediatamente a pedidos de comentário sobre a assembleia de credores.

A Abengoa paralisou as obras de todas suas linhas de transmissão em construção no Brasil em novembro de 2015, após uma crise financeira de sua matriz na Espanha, que entrou com pedido preliminar de recuperação judicial.

Posteriormente, a Abengoa Construções, Abengoa Concessões e Abengoa Greenfield entraram com pedidos de recuperação judicial no Brasil.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem tentado revogar as concessões das linhas da Abengoa para relicitá-las, mas a companhia conseguiu uma decisão judicial que obriga o regulador a rever a receita desses ativos para que eles sejam vendidos dentro de seu processo de recuperação judicial.

A agência tem dito que vai recorrer para garantir que as linhas sejam relicitadas.

Diversas empresas já disseram que teriam interesse em fazer propostas pelos ativos em operação da Abengoa, ou pelos ativos em obras, caso estes tenham a receita revista. Entre essas empresas estão Equatorial Energia, Cteep e a chinesa State Grid, dentre outras.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below