26 de Junho de 2017 / às 14:13 / 4 meses atrás

Fabricante japonesa de airbag Takata pede recuperação judicial

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Takata Corp, a empresa no centro do maior recall de produtos da indústria automobilística, pediu recuperação judicial nos Estados Unidos e no Japão, e disse que será comprada por 1,6 bilhão de dólares pela rival Key Safety Systems, com sede nos EUA.

Presidente-executivo da Takata, Shigehisa Takada, fala à jornalistas depois do pedido de recuperação judicial 26/06/2017 REUTERS/Toru Hanai

Na maior falência de uma fábrica japonesa, a Takata enfrenta dezenas de bilhões de dólares em custos e obrigações resultantes de quase uma década de recalls e ações judiciais. Os infladores defeituosos de airbag foram associados a pelo menos 16 mortes e 180 ferimentos em todo o mundo.

Takata Americas, seu braço norte-americano, entrou com pedido de recuperação judicial (Chapter 11) em Delaware, no domingo, com passivos de 10 bilhões a 50 bilhões de dólares, enquanto as empresas e matrizes japonesas pediram proteção ao Tribunal Distrital de Tóquio na segunda-feira.

O passivo total da Takata situa-se em 1,7 trilhão de ienes (15 bilhões de dólares), estimou a Tokyo Shoko Research Ltd.

Mas o valor final dos passivos dependerá do resultado das discussões com as fabricantes de automóveis que assumiram a maior parte dos custos de reposição, disse um advogado da empresa.

O pedido de recuperação abre a porta para que a Key Safety Systems (KSS), um fornecedor de peças com sede em Michigan, de propriedade da chinesa Ningbo Joyson Electronic Corp, faça o resgate financeiro da fabricante de airbag.

Em um acordo que demorou 16 meses, o KSS concordou em assumir as operações viáveis da Takata, enquanto as operações restantes serão reorganizadas para continuar produzindo para substituir milhões de infladores de airbags, disseram as duas firmas.

As empresas esperam selar os acordos definitivos para a venda nas próximas semanas e concluir os processos de recuperação judicial no primeiro trimestre de 2018.

Por Naomi Tajitsu e David Shepardson

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below