30 de Junho de 2017 / às 22:14 / em 3 meses

Petrobras reduz gasolina em 5,9% e diesel em 4,8%

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras (PETR4.SA) decidiu nesta sexta-feira reduzir o preço médio da gasolina nas refinarias em 5,9 por cento e em 4,8 por cento o do diesel, à medida que a companhia tenta se defender de importações crescentes de combustíveis pelos competidores, informou a empresa em comunicado.

Segundo nota da estatal, os novos valores começam a ser aplicados a partir da 0h de 1º de julho.

“A decisão... foi guiada predominantemente por um aumento significativo nas importações no último mês, o que sinalizou a necessidade de ajustes de competitividade no mercado interno, além de refletir as variações recentes nos preços internacionais de petróleo e fretes”, disse a estatal.

Em meados do mês, a Petrobras havia já anunciado redução de 2,3 por cento na gasolina e de 5,8 por cento no diesel, após ter reduzido os preços dos dois combustíveis em maio.

De acordo com a empresa, os reajustes anunciados nesta sexta-feira são os últimos antes da decisão da empresa de realizar mudanças mais frequentes nos preços, delegando a decisão à área de Marketing e Comercialização da companhia.

Com a nova orientação anunciada nesta sexta-feira, a área técnica de marketing da Petrobras poderá realizar, a partir de 3 de julho, ajustes sempre que achar necessário, dentro de uma faixa determinada, de redução de 7 por cento a alta de 7 por cento --a orientação anterior era de reajuste ao menos uma vez por mês.

Pela nova orientação, os reajustes poderão ser diários, com a empresa buscando maior competitividade e tentando recuperar participação de mercado.

“Conforme princípios da política em vigor, a participação de mercado da companhia é um dos componentes de análise e os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional...”, ressaltou a estatal.

Os ajustes realizados nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Se o ajuste anunciado nesta sexta-feira for integralmente repassado por distribuidoras e postos, o diesel poderá cair 2,7 por cento, ou cerca de 0,08 real por litro, em média, e a gasolina, 2,4 por cento ou 0,09 real por litro, em média.

A Petrobras acrescentou que futuros ajustes de preços de combustíveis passarão a ser divulgados pela Internet (www.petrobras.com.br/precosdistribuidoras) e nos canais internos de comunicação aos clientes.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below