4 de Julho de 2017 / às 13:40 / em 4 meses

Incorporação da Elektro pela Neoenergia é aprovada sem restrições pelo Cade

SÃO PAULO (Reuters) - A incorporação da elétrica Elektro pelo grupo Neoenergia, anunciada no início de junho, recebeu aprovação sem restrições do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo publicação no Diário Oficial desta terça-feira.

As empresas anunciaram no mês passado que, após a implementação da operação, a espanhola Iberdrola será a acionista majoritária no negócio, tendo como sócios minoritários Previ e BB Banco de Investimentos.

A Neoenergia atua em geração, transmissão e comercialização de eletricidade, além de controlar distribuidoras de energia na Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte, enquanto a Elektro tem uma concessão de distribuição de energia em São Paulo e ativos de geração renovável.

O Cade entendeu que a participação de Neoenergia e Elektro somadas não chega a atingir 20 por cento nos mercados de geração e comercialização e que o setor elétrico está sujeito a “intensa regulação” por parte da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que faz com que a operação não gere efeitos negativos à concorrência.

Na época do anúncio da operação, as empresas destacaram que a Neoenergia está pronta para “capturar oportunidades de crescimento no setor” e disseram que estudam a possibilidade de um futuro IPO (oferta pública inicial de ações).

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below