11 de Julho de 2017 / às 11:14 / 2 meses atrás

Thyssenkrupp deve cortar até 2,5 mil vagas administrativas até 2020

DUESELDORF, Alemanha (Reuters) - A Thyssenkrupp (TKAG.DE) pretender cortar entre 2 mil e 2,5 mil vagas até setembro de 2020 para reduzir despesas administrativas e atingir as metas de lucro, informou o grupo industrial alemão nesta terça-feira.

A empresa disse que deseja cortar em cerca de 400 milhões de euros os custos administrativos de 2,4 bilhões de euros. “Isso nos ajudaria atingir nossas metas de Ebit (lucro antes de juros e impostos)”, informou em comunicado por email.

A Thyssenkrupp tem a meta de atingir um lucro Ebit de 2 bilhões de euros, o que considera necessário para pagar dividendos significativos.

No último ano fiscal, a empresa reportou Ebit ajustado de 1,47 bilhão de euros, e vendas da ordem de 39,3 bilhões de euros.

As ações da Thyssenkrupp atingiram a máxima em seis anos após a notícia e subiram para o topo do índice de blue chips alemãs DAX, com alta de cerca de 2,5 por cento, cotadas a 26,80 euros.

Por Tom Kaeckenhoff

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below