11 de Julho de 2017 / às 19:40 / em 3 meses

Protestos na BR-163 afetam carregamentos de barcaças de grãos no Pará, diz Abiove

SÃO PAULO (Reuters) - A programação de embarques de grãos pelo porto fluvial de Miritituba, no Pará, começa a ser prejudicada pelos protestos na BR-163, no sudoeste do Estado, gerando cancelamentos nos despachos de algumas cargas, disse nesta terça-feira um representante da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove).

Soja é um dos grãos com dificuldade para chegar ao porto de Miritituba 28/07/2014 REUTERS/Tom Gannam

Com os bloqueios na BR-163 desde a semana passada, os carregamentos de soja e milho estão encontrando dificuldades de chegar ao porto de Miritituba, reduzindo a oferta no terminal, de onde as cargas são levadas em barcaças para os demais terminais do chamado Arco Norte.

“A situação piorou. Uma parte já cancelou os embarques, a outra está para cancelar também. As tradings em Miritituba dizem que estão recebendo caminhões a conta gotas, com os embarques na iminência de parar”, disse à Reuters o gerente de economia da Abiove, Daniel Furlan Amaral, em conversa por telefone.

As manifestações na BR-163 acontecem em um momento delicado, já que o Brasil está colhendo uma safra recorde de milho e precisa exportar o cereal para reduzir o seu excedente.

Segundo Amaral, os problemas envolvem principalmente o transporte de milho.

Mas, disse ele, ainda há grãos armazenados nos portos exportadores de Barcarena e Santarém, que recebem as barcaças com produtos de Miritituba, garantindo por ora o fluxo de exportação.

O problema preocupa exportadores de milho.

“Poderia haver queda (na exportação) se perdudar este negócio de bloqueio”, disse à Reuters o diretor-geral da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Sérgio Mendes, ressaltando que para o país exportar os volumes previstos é preciso que todos os canais de escoamento funcionem bem.

Ele evitou detalhar se há impacto para as exportações no momento.

Os protestos têm levado empresas de transporte rodoviário a evitarem a rota da BR-163, destacou a Abiove.

“As próprias transportadoras não querem fazer frete para essa região. Toda a cadeia produtora perde por causa de um problema que não tem nada a ver com ela”, acrescentou o gerente da Abiove, sem quantificar os cancelamentos em Miritituba.

Amaral estimou que os prejuízos diários poderiam chegar a 400 mil dólares, em função dos cancelamentos dos embarques, pagamentos de multas, reordenamento da logística, entre outros fatores.

BLOQUEIOS DIÁRIOS

Desde a semana passada, protestos são realizados na rodovia que corta o sudoeste do Pará por agricultores, comerciantes, pecuaristas e outros segmentos contrários ao veto do presidente Michel Temer à medida provisória 756, que alterava os limites da Floresta Nacional do Jamanxim.

Os manifestantes defendem a utilização comercial de parte da área.

Os bloqueios na BR-163 ocorrem nesta terça-feira em Castelo dos Sonhos, distrito de Altamira, informou a Polícia Rodoviária Federal.

Os protestos devem continuar, segundo a polícia, pelo menos até quarta-feira, prejudicando a logística das empresas.

“Essa situação é uma situação onde a logística não tem como trabalhar. Requer planejamento, contratação, agendamento de fluxo de embarques. Da forma como está hoje, o setor não consegue trabalhar”, disse Amaral, da Abiove.

Conforme os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgados nesta terça-feira, o país deve produzir em 2016/17 cerca de 65,6 milhões de toneladas de milho de segunda safra, em fase de colheita, bem acima das 40,77 milhões de toneladas de 2015/16.

Com reportagem adicional de Marcelo Teixeira e Ana Mano

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below