14 de Julho de 2017 / às 22:03 / em 2 meses

Dow Jones e S&P fecham em recorde de alta com perspectiva de aumento lento dos juros nos EUA

(Reuters) - Os índices Dow Jones e o S&P 500 fecharam em patamares recordes nesta sexta-feira depois que dados econômicos fracos dos Estados Unidos reduziram as expectativas de mais altas de juros neste ano.

O índice Dow Jones subiu 0,39 por cento, a 21.637 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,47 por cento, a 2.459 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,61 por cento, a 6.312 pontos.

Na semana, o Dow subiu 1,1 por cento, o S&P 500 avançou 1,4 por cento, e o Nasdaq teve alta de 2,6 por cento.

O ganho percentual do Nasdaq na semana foi o maior até agora no ano.

Uma queda nas ações do setor financeiro, contudo, limitou os ganhos na sessão, mesmo que o JPMorgan Chase & Co e outros grandes bancos tenham registrado resultados trimestrais acima das expectativas de Wall Street.

Dados divulgados nesta sexta-feira mostraram que os preços ao consumidor permaneceram inalterados em junho e as vendas no varejo caíram pelo segundo mês consecutivo , apontando para uma inflação fraca e reduzindo as expectativas de forte crescimento econômico dos EUA no segundo trimestre.

“Os dados estão apontando para a continuidade da uma política (monetária) bastante expansionista, que obviamente serviu bem ao mercado ao longo dos últimos anos. Portanto, no que diz respeito ao mercado, é mais do mesmo”, disse Lee Ferridge, chefe de estratégia macro para a América do Norte do State Street Global Markets, em Boston.

As chances de uma alta dos juros em dezembro recuou para 48 por cento após a divulgação dos dados, ante 55 por cento na quinta-feira.

As ações das empresas do setor financeiro do S&P, que se beneficiam de taxas de juros mais altas, caíram 0,5 por cento, na única queda entre os índices setoriais do S&P.

Quatro dos maiores bancos superaram as expectativas trimestrais de lucros dos analistas ao aumentar o custo dos empréstimos sem pagar muito mais por recursos captados. Mas os analistas disseram que os investidores queriam ver resultados ainda melhores e ouvir uma perspectiva mais favorável dos executivos.

O JPMorgan Chase recuou 0,9 por cento, enquanto as ações do Citigroup caíram 0,4 por cento e o papel do Wells Fargo caiu 1,1 por cento.

Por Kimberly Chin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below