18 de Julho de 2017 / às 22:07 / em 2 meses

Carrefour Brasil precifica IPO a R$15 por ação, no piso da faixa indicativa, dizem fontes

SÃO PAULO (Reuters) - O Carrefour Brasil deve precificar nesta terça-feira a maior oferta pública inicial de ações (IPO) do Brasil neste ano a 15 reais por ação, no piso da faixa de preço sugerida, disseram duas fontes com conhecimento do assunto.

Segundo as fontes, a precificação ficou na ponta mais baixa da faixa indicativa de 15 a 19 reais por causa de preocupações dos investidores sobre uma valorização excessiva da maior rede de supermercados do país.

Uma das fontes com conhecimento do IPO disse que a demanda pelas ações foi bastante para cobrir a oferta confortavelmente.

O Carrefour Brasil e os acionistas da companhia asseguraram cerca de 4,5 bilhões de reais com o IPO. O valor pode subir para 6 bilhões se forem vendidos lotes suplementares e adicionais.

Representantes do Carrefour não comentaram o assunto.

A 15 reais por ação, o Carrefour Brasil será negociado com desconto em relação ao GPA em termos do múltiplo EV/Ebitda. Outros indicadores, como de vendas sobre Ebitda, garantem um prêmio para a unidade do Carrefour.

Investidores estão relutantes em fazer ofertas no topo da faixa indicativa para a operação de uma empresa que não tem vantagem competitiva substancial, disseram gestores de fundos.

Apesar disso, o IPO deve ajudar o Carrefour a enfrentar o GPA, que tem recuperado o desempenho de sua divisão de alimentos. O Carrefour ultrapassou recentemente o GPA como maior grupo supermercadista do país.

Segundo ranking da entidade que representa o setor, Abras, o Carrefour Brasil teve em 2016 faturamento bruto de 49,1 bilhões de reais ante quase 45 bilhões de reais do GPA.

O IPO conclui a primeira fase de uma aliança entre o Carrefour e o empresário Abilio Diniz, iniciada em 2014. Diniz, cuja família fundou o GPA, é o terceiro maior acionista do Carrefour e tem um assento no conselho de administração.

A oferta da varejista é a primeira duas marcadas para esta semana. Na sexta-feira, o grupo farmacêutico Biotoscana deve precificar a emissão de BDRs. Duas fontes com conhecimento da operação afirmaram que a demanda pela oferta da Biotoscana está em três vezes acima da oferta. A faixa de preço é de 24,50 a 28,50 reais por unit.

Por Guillermo Parra-Bernal e Bruno Federowski, reportagem adicional de Dominique Vidalon e Tatiana Bautzer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below