20 de Julho de 2017 / às 15:15 / 5 meses atrás

Bovespa tem leves variações de olho no noticiário corporativo; Cyrela é destaque positivo

SÃO PAULO (Reuters) - O índice de referência da bolsa paulista oscilava entre leves altas e baixas nesta quinta-feira, de olho no noticiário corporativo, com as ações da Cyrela liderando a ponta positiva após a incorporadora divulgar dados operacionais, enquanto a fraqueza da Vale pressionava os negócios.

Às 12:09, o Ibovespa caía 0,21 por cento, a 65.042 pontos. O giro financeiro era de 2,2 bilhões de reais.

Após o forte desempenho da semana passada, quando o Ibovespa acumulou alta de 5 por cento, investidores têm evitado grandes movimentos e o índice tem operado dentro de uma margem mais estreita, permanecendo no patamar dos 65 mil pontos em todos os pregões até a véspera.

O noticiário corporativo começa a ganhar destaque na bolsa, com divulgações de prévias operacionais e de balanços, o que deve ganhar mais força na próxima semana, enquanto o noticiário político permanece mais tranquilo em meio ao recesso do Congresso Nacional.

No exterior, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco do Japão mantiveram suas políticas monetárias, sendo que o primeiro manteve a porta aberta para impulsionar as suas compras de títulos. As decisões mantém a atratividade a ativos considerados de maior risco, como os de países emergentes.

No front local, o mercado aguarda para esta quinta-feira a divulgação de aumento nas alíquotas de Pis/Cofins sobre combustíveis, conforme o governo busca meios de aumentar a arrecadação para cumprir a meta fiscal deste ano.

DESTAQUES

- CARREFOUR BRASIL ON, que estreou nesta quinta-feira na B3 e não faz parte do Ibovespa, era negociada a 14,95 reais, queda de 0,33 por cento em relação à precificação de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), de 15 reais. Na mínima do dia até o momento, a ação foi negociada a 14,36 reais, em queda de 4,27 por cento ante o preço do IPO.

- GPA PN, maior concorrente do Carrefour no Brasil, tinha queda de 0,52 por cento.

- VALE PNA caía 3 por cento e VALE ON tinha baixa de 3,28 por cento. No radar estava a divulgação de dados do segundo trimestre, incluindo produção recorde de minério de ferro para o período, embora a empresa tenha destacado que a produção no ano ficará perto do limite inferior da faixa projetada. Analistas do BTG Pactual esperam que o resultado do segundo trimestre seja fraco devido a embarques menores e preço realizado deprimido. Também no radar estava a queda dos contratos futuros do minério de ferro na China nesta quinta-feira.

- PETROBRAS PN perdia 0,68 por cento PETROBRAS ON recuava 1,01 por cento, na contramão dos preços do petróleo no mercado internacional e após subir nos dois pregões anteriores.

- CYRELA ON subia 2,45 por cento, liderando os ganhos do Ibovespa, após a incorporadora divulgar seus dados operacionais, com alta de 7 por cento nos lançamentos de imóveis no segundo trimestre ante um ano antes, enquanto as vendas líquidas contratadas somaram 756 milhões de reais, aumento de 35,4 por cento.

- ELETROBRAS PNB tinha alta de 1,71 por cento e ELETROBRAS ON ganhava 1,55 por cento, revertendo parte das perdas da véspera, quando os papéis preferenciais caíram mais de 3 por cento.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below