24 de Julho de 2017 / às 12:37 / 2 meses atrás

FMI mantém inalterada projeção de crescimento global, mas melhora previsões para China e zona do euro

(Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) manteve inalterada as previsões de crescimento para a economia mundial para este ano e para 2018, embora tenha revisado para cima as expectativas de crescimento para a zona do euro e para a China.

No seu relatório Perspectivas Econômicas Globais, publicado na segunda-feira, o FMI informou que o Produto Interno Bruto (PIB) global cresceria 3,5 por cento em 2017 e 3,6 por cento em 2018, inalterado em relação às estimativas divulgadas em abril.

“Embora os riscos em torno da previsão de crescimento global pareçam amplamente equilibrados no curto prazo, eles continuam em desvantagens no médio prazo”, informou o FMI em previsões atualizadas divulgadas em Kuala Lumpur, Malásia.

O FMI reduziu as previsões para o crescimento dos Estados Unidos para 2,1 por cento em 2017 e 2018, um pouco abaixo das projeções de 2,3 por cento e 2,5 por cento, respectivamente, de apenas três meses atrás.

O Fundo revisou as indicações anteriores de que as medidas de estímulo planejadas pela administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, iriam aumentar o crescimento dos EUA, em grande parte porque nenhum detalhe desses planos se tornou público.

O FMI disse que o crescimento da zona do euro deverá ser ligeiramente mais forte em 2018 e apontou para “um impulso sólido”.

O Fundo atualizou as projeções de crescimento do PIB de 2017 para a zona do euro a 1,9 por cento, aumento de 0,2 ponto percentual na comparação com o relatório de abril. O FMI disse que o crescimento da zona euro será ligeiramente mais forte em 1,7 por cento, uma mudança de 0,1 ponto percentual em apenas três meses.

Para a China, o FMI esperava um crescimento mais forte de 6,7 por cento em 2017, um aumento de 0,1 ponto percentual da previsão de abril. O Fundo disse que o crescimento chinês deve se moderar em 2018 para 6,4 por cento, mas observou que a estimativa aumentou 0,2 ponto percentual da previsão de abril com base nas expectativas de que Pequim manterá o investimento público em alto nível.

O FMI já havia divulgado neste mês novas estimativas para o desempenho da economia brasileira. O Fundo elevou levemente a expectativa de crescimento do PIB para a economia brasileira neste ano a 0,3 por cento, ante 0,2 por cento anteriormente. No entanto, reduziu a expectativa para o avanço da economia em 2018 a 1,3 por cento, abaixo do patamar de 1,7 por cento projetado antes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below