25 de Julho de 2017 / às 16:29 / um mês atrás

MST invade propriedade de empresa da família do ministro Blairo Maggi em Mato Grosso

SÃO PAULO (Reuters) - Cerca de mil famílias de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) invadiram nesta terça-feira uma propriedade da Amaggi SA, empresa pertencente à família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, de acordo com um comunicado da organização.

Em seu site, o MST informou que a ocupação começou no início da manhã em uma fazenda a 210 quilômetros de Cuiabá, capital de Mato Grosso, estado natal de Maggi e coração agrícola do país, com produção estimada de 60 milhões de toneladas de soja e milho neste ano.

Representantes da área de imprensa da Amaggi confirmaram a invasão da fazenda SM02, acrescentando que está tomando as medidas necessárias para garantir a segurança dos 17 trabalhadores e familiares que residem na propriedade.

A Amaggi também está buscando os meios legais para remover os manifestantes da fazenda, que tem 479 hectares.

    O MST usa a ocupação de terras e outras formas de ativismo social como forma de pressionar o governo a promover a reforma agrária, incluindo a distribuição de lotes para trabalhadores rurais pobres.

O Brasil tem uma longa história de disputas violentas por terras, com agricultores contra camponeses e grupos indígenas.

O MST diz que 68 pessoas foram assassinadas por causa de conflitos agrários no Brasil neste ano. O grupo pretende convencer o governo a expropriar e distribuir terras para 130 mil famílias de camponeses, afirmou o movimento no comunicado.

Por Ana Mano

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below