25 de Julho de 2017 / às 22:55 / em 2 meses

Camex adia decisão sobre taxação de etanol importado, dizem fontes

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) adiou a decisão relativa à taxação sobre importação de etanol pelo Brasil, afirmaram fontes do governo com conhecimento direto do assunto.

Uma das fontes disse à Reuters nesta terça-feira que na próxima reunião a Camex deve analisar proposta de cota de importação de 500 mil toneladas de etanol ao ano sem imposto. Além desse volume haveria uma taxação de 20 por cento.

A taxação é um pleito do setor sucroenergético, que busca aumentar a competitividade do produto nacional. Atualmente, não há incidência de qualquer tarifa sobre a importação do biocombustível.

No primeiro semestre, as importações de etanol dispararam 330 por cento, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Com isso, os preços internos foram pressionados, e as usinas passaram a defender a taxação do biocombustível em até 20 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below