27 de Julho de 2017 / às 10:53 / em 4 meses

Lucro da Vale cai 98,3% no 2º tri com impacto da desvalorização do real

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora brasileira Vale registrou lucro líquido de 60 milhões de reais entre abril e junho, queda de 98,3 por cento ante o mesmo período do ano passado, apesar de um recorde histórico na produção de minério em Carajás, no Pará, informou a empresa nesta quinta-feira.

Sede da Vale no Rio de Janeiro, Brasil 20/08/2014 REUTERS/Pilar Olivares/File Photo

O resultado da companhia, maior produtora global de minério de ferro, foi impactado pela forte desvalorização do real e seu efeito sobre a dívida, afirmou o diretor financeiro da companhia, Luciano Siani, em um vídeo publicado na internet.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado no segundo trimestre foi de 8,834 bilhões de reais, alta de 7,4 por cento ante os 8,228 bilhões de reais registrados um ano antes.

Em relação ao primeiro trimestre, o Ebitda ajustado caiu 34,7 por cento, principalmente devido à queda dos preços do minério de ferro. Entretanto, esse resultado foi parcialmente compensado por maiores volumes de vendas de minério de ferro e carvão.

“Mas o mais importante foi que a geração de caixa foi muito forte no trimestre e pagamos 1,5 bilhão de dólares em dividendos e ainda assim reduzimos a dívida em mais de 650 milhões de dólares”, afirmou Siani.

A geração de caixa livre foi de 2,151 bilhões de dólares entre abril e junho, apesar da forte queda do minério de ferro. A Vale afirmou no seu resultado que no final de 2017 atingirá um nível de alavancagem confortável.

A dívida líquida da empresa foi de 22,122 bilhões de dólares no fim do segundo trimestre, ante 22,777 bilhões de dólares no primeiro trimestre e 27,508 bilhões de dólares no segundo trimestre de 2016.

“Para o futuro, os resultados devem melhorar ainda mais, uma vez que o S11D, nosso principal projeto, está aumentando sua produção gradativamente”, disse Siani.

O projeto S11D, em Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará, entrou em operação comercial no início deste ano e contribuiu com um forte resultado para a produção da empresa.

A mineradora produziu no segundo trimestre 91,849 milhões de toneladas, alta de 5,8 por cento ante o mesmo período do ano passado, principalmente devido à aceleração das atividades na mina S11D.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below