27 de Julho de 2017 / às 16:23 / 24 dias atrás

Leilão para cancelar projetos de geração de energia pode envolver até 4,2 GW

SÃO PAULO (Reuters) - Um leilão agendado pelo governo federal para 28 de agosto, no qual investidores poderão oferecer propostas para desistir da implantação de novas usinas de geração de energia, pode envolver projetos que somariam até 4,25 gigawatts em capacidade instalada, disse a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta quinta-feira.

O certame será voltado a empreendimentos contratados em leilões de energia de reserva nos últimos anos, mas que não seguiram adiante por problemas financeiros ou com fornecedores.

Em um documento publicado nesta quinta-feira em seu site, a Aneel listou projetos de parques eólicos, usinas solares e pequenas hidrelétricas que estão aptos a participar do chamado "leilão de descontratação", um formato inédito no país.

A projeção não significa, porém, que todos esses empreendimentos irão participar do certame.

No leilão, as empresas que desejarem cancelar os projetos terão que pagar um prêmio, que será direcionado para reduzir custos dos consumidores de energia. Mas o valor cobrado ainda representará um desconto em relação ao total em multas a que os investidores ficam sujeitos pela não conclusão dos empreendimentos.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below