31 de Julho de 2017 / às 17:07 / 23 dias atrás

Índices europeus de ações caem com piora na confiança sobre resultados corporativos

LONDRES (Reuters) - A fraqueza entre as ações de tabaco e algumas visões mais pessimistas pressionaram as ações europeias, fazendo com que encerrassem o último dia de negociação de julho em queda, conforme os analistas dissecavam o que estava começando a parecer uma temporada de resultados pior que o esperado.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,11 por cento, a 1.484 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,13 por cento, a 377 pontos.

As ações recuaram conforme o setor financeiro se tornou um obstáculo para os principais índices europeus. O papel do HSBC avançou 1,8 por cento, no entanto, após o banco publicar aumento de 5 por cento no lucro do primeiro semestre e anunciar sua terceira recompra em um ano.

Com a temporada de lucro do segundo trimestre da Europa avançando, cerca de 46 por cento das empresas da MSCI Europe já divulgaram resultados, dos quais 59 por cento atingiram ou superaram as expectativas dos analistas, de acordo com dados da Thomson Reuters.

"Em comparação com o recorde da temporada de lucros primeiro trimestre, os resultados do segundo trimestre até agora parecem abaixo do esperado", disseram os estrategistas da Barclays.

O STOXX 600 encerrou o mês com queda de 0,4 por cento, prejudicado em julho pelo euro mais forte que afetou as empresas da zona do euro, sobretudo as exportadores. Foi o segundo mês consecutivo de perdas para o índice pan-europeu.

O setor de bens de consumo foi o principal obstáculo nesta segunda-feira, recuando 1,25 por cento, já que as fabricantes de cigarros prolongaram as perdas diante da repressão regulatória nos Estados Unidos.

As empresas britânicas de tabaco Imperial Brands e British American Tobacco prolongaram as perdas da sessão anterior, recuando 5,9 e 5 por cento, respectivamente, após recuo na sexta-feira depois que a agência norte-americana que regula alimentos e medicamentos propôs reduzir a nicotina dos cigarros.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,05 por cento, a 7.372 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,37 por cento, a 12.118 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,73 por cento, a 5.093 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,26 por cento, a 21.486 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,32 por cento, a 10.502 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,32 por cento, a 5.189 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below