31 de Julho de 2017 / às 20:28 / 22 dias atrás

Governo reduz projeção de carga de energia elétrica entre 2017 e 2021

SÃO PAULO (Reuters) - O governo reduziu as projeções oficiais de carga de energia elétrica para todos os anos no período entre 2017 e 2021, segundo estudo da estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) divulgado nesta segunda-feira.

Na revisão, feita a cada quatro meses, houve uma redução de 758 megawatts médios na carga prevista para 2017, ou de 1,1 por cento ante a projeção anterior. Para 2018, a previsão foi cortada em 495 megawatts médios, ou 0,7 por cento.

Para 2019, houve redução de 242 megawatts médios nas estimativas, enquanto em 2020 e 2021 a previsão agora é de um consumo 150 megawatts médios e 633 megawatts médios abaixo do previsto anteriormente, segundo informações divulgadas em videoconferência da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

No documento, não havia detalhes sobre os motivos da redução da carga, que inclui o consumo de energia e as perdas na rede.

Especialistas afirmaram em junho à Reuters que o agravamento da crise política havia motivado reduções nas projeções do mercado de consumo de eletricidade.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below