1 de Agosto de 2017 / às 20:25 / em 4 meses

Venda de veículos novos no Brasil em julho cai 5,2% ante junho, diz Fenabrave

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no Brasil em julho caíram 5,2 por cento sobre junho, mas avançaram 1,9 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado, afirmou nesta terça-feira a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave)

Carros novos estacionados no pátio da montadora alemã Volkswagen em Taubaté, perto de São Paulo 30/03/2015 REUTERS/Roosevelt Cassio

Os licenciamentos do mês passado somaram 184.838 unidades, equivalente a 8.801 emplacamentos por dia útil, acima da média para o ano de 8.137, indicando que as vendas do setor estão em linha com expectativas da indústria de melhoria gradual a partir de meados deste ano.

O presidente Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, afirmou que a queda nas vendas na comparação com junho já era esperada por fatores que incluem “as incertezas do atual cenário político”. A entidade representativa das concessionárias mantém “expectativas positivas” para o segundo semestre com base em “maior oferta de crédito e melhora dos índices de confiança”.

A Fenabrave espera alta de 4,3 por cento nas vendas de carros e comerciais leves em 2017, para 2,07 milhões de unidades. De janeiro a julho, o segmento teve licenciamentos de 1,17 milhão de unidades, alta anual de 3,95 por cento.

Já para caminhões e ônibus, a expectativa é de queda de 10,2 por cento nas vendas em 2017, para 57.405 unidades. Nos sete primeiros meses do ano, as vendas do segmento caíram 13,1 por cento sobre um ano antes, para 33.914 veículos.

As vendas de automóveis, veículos leves, caminhões e ônibus acumuladas de janeiro a julho somaram 1,2 milhão de unidades, volume que representa um crescimento de 3,4 por cento na comparação com os primeiros sete meses de 2016.

As vendas de motocicletas em julho seguiram em queda, recuando 2 por cento sobre junho e 11 por cento sobre julho do ano passado, para 70.344 unidades. No acumulado do ano até julho, o segmento mostra retração de 20,54 por cento, a 497,6 mil motocicletas novas vendidas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below