2 de Agosto de 2017 / às 20:07 / 21 dias atrás

Dólar cai ante real com expectativa que Temer retome reformas

United States one dollar bills are seen on a light table at the Bureau of Engraving and Printing in Washington November 14, 2014.Gary Cameron/File Photo GLOBAL BUSINESS WEEK AHEAD PACKAGE Ð SEARCH ÒBUSINESS WEEK AHEAD SEPTEMBER 12Ó FOR ALL IMAGES

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar encerrou a quarta-feira com leve baixa ante o real, após sinais de que o presidente Michel Temer conseguirá barrar a denúncia por corrupção com boa vantagem na Câmara dos Deputados, trazendo mais confiança aos investidores de que as reformas econômicas devem voltar à pauta.

O dólar recuou 0,20 por cento, a 3,1197 reais na venda, depois de bater a mínima de 3,1141 reais na sessão. O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,25 por cento no final da tarde.

"Que a denúncia seria barrada, já estava no preço. Agora, parece que vai ser muito rápido e com um bom placar. Isso é boa notícia para as reformas", disse o operador da corretora BGC Liquidez José Alexis Braga.

Isso porque o governo não só conseguiu rapidamente reunir quórum para dar início à votação, como também conseguiu aprovar, com 292 votos, requerimento para encerrar as discussões, abrindo efetivamente o caminho para votar a denúncia, que ainda estava em andamento.

Os deputados vão decidir se permitem, ou não, o Supremo Tribunal Federal (STF) dar andamento à denúncia contra Temer, gerada após delações de executivos do grupo J&F.

A expectativa dos investidores já era de esse processo seria barrado pelos parlamentares. Se Temer conseguir mostrar mais força política para barrar a denúncia, a expectativa é de que ele se volte para as reformas, com destaque para a da Previdência, que ajudará no controle das contas públicas.

Em linha com esse cenário, o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB), afirmou nesta tarde que o governo buscará retomar a agenda econômica, com foco na reforma da Previdência e na simplificação tributária, após a esperada rejeição da denúncia contra Temer.

Mas as tensões no mercado podem não desaparecer totalmente porque outras denúncias contra o presidente devem vir, já que Temer também é investigado por crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa.

"Os investidores estarão atentos ao placar de votos, que servirá de termômetro para a agenda de reformas do governo", afirmou mais cedo o analista de câmbio da Correparti Corretora, Guilherme França Esquelbek.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below