4 de Agosto de 2017 / às 18:28 / em 2 meses

Equipe econômica intensifica corpo a corpo junto a empresários e parlamentares por reformas

Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, participa de reunião em Brasília, Brasil 31/7/2017 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - Após a vitória do presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados nesta semana, a equipe econômica do governo intensificou o corpo a corpo junto a empresários, investidores e parlamentares no esforço para restaurar confiança e garantir a votação da reforma da Previdência ainda neste ano e sem grandes alterações adicionais.

A maratona dos ministros começou na quinta-feira, um dia após a Câmara dos Deputados ter decidido não autorizar o Supremo Tribunal Federal (STF) a julgar a denúncia de corrupção contra Temer, e não tem data para acabar.

A vitória do presidente se deu com o apoio de 263 parlamentares, pouco acima da maioria, mas ainda distante dos 308 necessários para aprovar uma mudança constitucional, como a proposta para a Previdência, que além de tudo enfrenta grande resistência da população.

Na véspera, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, participaram de evento organizado pelo banco Goldman Sachs com investidores em São Paulo.

Nesta sexta-feira, Meirelles continuou na capital paulista e participou de evento da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias, que horas antes teve a presença do ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

Ambos repetiram o mantra da necessidade da aprovação da reforma da Previdência para colocar as contas públicas em ordem, argumentando que o governo fazia sua parte ao reduzir despesas não obrigatórias.

Também nesta manhã, Ilan participou de teleconferência com investidores organizada pelo Bradesco.

A agenda para os próximos dias seguirá intensa em São Paulo e em Brasília. Meirelles tem participação prevista em evento à noite promovido pela revista Exame na segunda-feira e pela revista Época Negócios na terça-feira, onde deverão estar diversos empresários.

O ministro da Fazenda também tem feito giros por redações de importantes veículos de comunicação. E, a partir de quarta-feira, vai direcionar o foco para Brasília, onde reiniciará conversas no Congresso Nacional com parlamentares e bancadas em relação à reforma da Previdência e tributária.

Já Oliveira participa na segunda-feira de almoço do grupo empresarial Lide, fundado pelo prefeito de São Paulo João Doria (PSDB). Na quarta-feira, irá à bolsa paulista B3, quando haverá toque de campainha para marcar adesão da Petrobras e do Banco do Brasil ao Programa Destaque em Governança das Estatais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below