7 de Agosto de 2017 / às 14:53 / em 12 dias

Bovespa sobe e volta ao patamar dos 67 mil pontos amparado em siderurgia e mineração

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista operava no azul nesta segunda-feira, e voltava ao patamar dos 67 mil pontos, com destaque para as ações de empresas dos setores de siderurgia e mineração, em sessão de ganhos para os contratos futuros do minério de ferro e do aço na China.

Às 11:46, o Ibovespa subia 0,55 por cento, a 67.266 pontos. O giro financeiro era de 1,6 bilhão de reais.

Diante de uma agenda econômica mais esvaziada, o mercado segue monitorando as articulações do governo para avançar a sua agenda no Congresso Nacional, principalmente as reformas da Previdência, política e tributária.

"Claro que não serão tão abrangentes..., nem definitivas, mas certamente seriam positivas para o país", escreveram analistas da corretora Guide Investimentos em nota a clientes, acrescentando, no entanto, que no curto prazo os esforços do governo devem ser direcionados para votação de medidas provisórias que demandam quórum menor e têm data para vencer.

Também ajudando o tom positivo do mercado acionário estava a crescente perspectiva de mais cortes na taxa básica de juros, o que aumenta a atratividade da renda variável. Nesta manhã, a pesquisa Focus do Banco Central mostrou que economistas veem agora a Selic encerrando o ano a 7,5 por cento.

DESTAQUES

- VALE PNA subia 2,38 por cento e VALE ON avançava 2,56 por cento, acompanhando o desempenho dos contratos do minério de ferro na China, que subiram 3 por cento nesta sessão.

- CSN ON saltava 6,76 por cento, liderando a ponta positiva do Ibovespa, também na esteira dos ganhos dos contratos futuros do minério de ferro e do aço na China, que avançaram 7 por cento nesta sessão. Segundo analistas, também no radar estava a expectativa por alienação de ativos, embora a Vale tenha negado na sexta-feira a existência de tratativas para compra de ativos da CSN. O desempenho do aço também ajudava as demais siderúrgicas e GERDAU PN tinha alta de 2,95 por cento e USIMINAS PNA avançava 1,63 por cento.

- PETROBRAS PN tinha alta de 0,6 por cento PETROBRAS ON subia 0,14 por cento, revertendo as perdas vistas mais cedo, apesar da queda dos preços do petróleo no mercado internacional.

- BB SEGURIDADE ON recuava 0,74 por cento, na esteira dos resultados mais fracos do segundo trimestre, com queda de 12 por cento no lucro líquido ante igual período do ano passado. A ação, contudo, operada longe das mínimas da sessão, quando caiu mais de 2 por cento.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below