9 de Agosto de 2017 / às 11:17 / 2 meses atrás

Bancos pressionam mercados da China mas setor de consumo básico limita queda

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - Os bancos pressionaram os mercados de ações da China nesta quarta-feira, em meio a preocupações de que os reguladores continuarão a reprimir os riscos da dívida, mas a forte alta no setor de consumo básico ajudou a reduzir as perdas dos principais índices.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,03 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,19 por cento.

O subíndice financeiro recuou 1,14 por cento, com dados de inflação ao consumidor dando às autoridades bastante espaço para manter os controles impostos no início deste ano, na medida que procuram conter os riscos de uma acumulação rápida das dívidas.

“Os números da inflação de hoje foram um pouco melhores do que as expectativas e mostram que basicamente não há pressão de inflação. É provável que o banco central continue com a política monetária que não é nem restritiva nem frouxa”, disse o analista da China Central Securities Zhang Gang.

“A perspectiva para os bancos não é otimista e alguns aspectos da política monetária futura continuam incertos”, disse Zhang.

O Ping An Bank Co e o Commercial Bank of China Ltd recuaram.

Em contraste, o setor de produtos de consumo básico permaneceu forte, com seu subíndice avançando 2,67 por cento. A empresa de laticínios Inner Mongolia Yili Industrial Group Co saltou 7,24 por cento.

O índice MSCI caía nesta quarta-feira e os investidores buscavam ativos seguros como os Treasuries dos Estados Unidos, o ouro e o iene enquanto as tensões na península coreana aumentavam, com Pyongyang dizendo que está considerando planos para atacar Guam.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,55 por cento às 7:52 (horário de Brasília), enquanto o Nikkei do Japão recuou 1,29 por cento, na medida que o iene mais forte reduziu o apetite dos investidores.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,29 por cento, a 19.738 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,35 por cento, a 27.757 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,19 por cento, a 3.275 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,03 por cento, a 3.731 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,10 por cento, a 2.368 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,93 por cento, a 10.470 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES não operou.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,38 por cento, a 5.765 pontos.

Por Andrew Galbraith, Lisa Twaronite

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below