11 de Agosto de 2017 / às 13:27 / 8 dias atrás

Dólar cai ante real com menos apostas de juros maiores nos EUA

Notas de reais e dólares em casa de câmbio no Rio de Janeiro 10/09/2015Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar recuava ante o real nesta sexta-feira após um dado de inflação mais fraco do que o esperado nos Estados Unidos esfriar as apostas para nova alta de juros no país neste ano.

Mesmo assim, a cautela continuava nos mercados diante das tensões geopolíticas entre Estados Unidos e Coreia do Norte e também da questão fiscal brasileira.

Às 10:23, o dólar recuava 0,17 por cento, a 3,1701 reais na venda, depois de bater 3,1582 reais na mínima do dia. O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,20 por cento.

"Pode ser uma pressão (de queda) momentânea, já que o final de semana pode levar a um movimento de proteção e realização de lucros", afirmou o diretor de operações da Mirae Asset, Pablo Spyer, ao destacar o cenário delicado interno e externo.

O Índice de Preços ao Consumidor dos Estados Unidos subiu 0,1 por cento no mês passado, abaixo do esperado por economistas consultados pela Reuters, de alta de 0,2 por cento. O resultado sinaliza inflação benigna que pode levar o Federal Reserve, banco central norte-americano, a ser cauteloso sobre a elevação das taxas de juros novamente neste ano.

O dólar recuava cerca de 0,20 por cento frente a uma cesta de moedas, perdendo terreno também ante divisas de países emergentes, como os pesos mexicano e chileno.

Juros maiores nos EUA tendem a atrair recursos aplicados em outras praças financeiras, como a brasileira.

Ainda no exterior, as ameaças entre Estados Unidos e Coreia do Norte mantinha a luz amarela entre os investidores. Nesta manhã, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu mais um aviso aos norte-coreanos, afirmando que as armas norte-americanas estão prontas e carregadas.

"As ameaças entre Washington e Pyongyang sobem de tom e, na ofensiva, mantém os mercados em modo de alerta", resumiu a corretora Guide em relatório.

Internamente, os investidores seguiam de olho nas negociações para a mudança da meta fiscal deste e do próximo ano.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below