11 de Outubro de 2017 / às 15:23 / em um mês

Usinas do Brasil fixam 15,5% do açúcar da safra 2018/19, menor nível desde 2015/16

SÃO PAULO (Reuters) - Usinas do Brasil fixaram até 30 de setembro cerca de 15,5 por cento das exportações de açúcar previstas para a safra 2018/19, que se inicia em abril do próximo ano, o menor percentual desde 2015/16 em razão dos baixos preços da commodity, disse na terça-feira a Archer Consulting.

Trator transporta cana-de-açúcar em Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo 15/09/2016 REUTERS/Nacho Doce

Conforme a consultoria, foram fixadas, por meio de contratos na Bolsa de Nova York, 4,2 milhões de toneladas de açúcar, a um preço médio de 16,31 centavos de dólar por libra-peso.

Em igual período da safra passada, o percentual de fixação estava em 27,07 por cento.

“Alguns fatores corroboram por esse atraso na fixação: falta de crédito por parte das tradings, atraso na fixação da safra 2017/18, que fez com as usinas olhassem a próxima safra em segundo plano”, destacou a consultoria, em nota.

A Archer acrescentou que “a queda vertiginosa do preço do açúcar no mercado internacional, principalmente a partir de abril, desestimulou as usinas a fixarem preços”.

Por José Roberto Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below