16 de Outubro de 2017 / às 09:57 / em um mês

Mercado ignora previsão de crescimento otimista e índices acionários da China recuam

XANGAI/SYDNEY (Reuters) - Os principais índices acionários da China caíram nesta segunda-feira, com uma projeção de crescimento econômico surpreendentemente forte do banco central falhando em estimular as compras enquanto as ações do setor de tecnologia recuaram após previsões de resultados decepcionantes.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,18 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,35 por cento.

O presidente do banco central chinês, Zhou Xiaochuan, disse que a economia do país deve crescer 7 por cento no segundo semestre deste ano, acelerando ante os primeiros seis meses e desafiando as expectativas generalizadas de uma desaceleração.

O índice de start-ups de tecnologia ChiNext caiu 2,3 por cento, tendo seu pior dia em três meses na medida em que os investidores se afastaram após previsões de resultados decepcionantes de grandes empresas de tecnologia.

A Wangsu Science & Technology teve a queda máxima permitida de 10 por cento, para a mínima de sete semanas, depois de prever uma grande queda no lucro líquido nos primeiros nove meses deste ano.

O índice MSCI, por sua vez, atingiu a máxima de uma década nesta segunda-feira, uma vez que os dados chineses otimistas impulsionaram os preços das commodities.

Os preços ao produtor na China superaram as expectativas do mercado e subiram 6,9 por cento em setembro sobre o ano anterior.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,51 por cento às 7:51 (horário de Brasília), avançando pelo quinto dia seguido para o seu nível mais alto desde 2007.

O índice Nikkei do Japão teve alta pelo sexto dia seguido e atingiu um nível não visto desde novembro de 1996.

As notícias da China podem ser um dos principais condutores do mercado nesta semana, com o Congresso do Partido Comunista a partir de quarta-feira e os dados econômicos do terceiro trimestre.

“Em se tratando do Congresso, esperamos consistência política”, disse a diretora de investimentos da Fidelity International, Catherine Yeung, que possui 397 bilhões de dólares em ativos sob gestão. “Seria preocupante se não fosse esse o caso.”

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,47 por cento, a 21.255 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,76 por cento, a 28.692 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,35 por cento, a 3.378 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,18 por cento, a 3.913 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,26 por cento, a 2.480 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,47 por cento, a 10.774 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,12 por cento, a 3.323 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,56 por cento, a 5.846 pontos.

Por Swati Pandey, Luoyan Liu e John Ruwitch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below