19 de Outubro de 2017 / às 09:47 / em um mês

Mercados acionários da China recuam com desaceleração do crescimento e vendas fracas de imóveis

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - Os mercados acionários da China caíram nesta quinta-feira, após um crescimento econômico ligeiramente mais lento no terceiro trimestre e as vendas fracas de imóveis causarem preocupações de que a economia vai desacelerar mais.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,33 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,35 por cento.

Embora a desaceleração do crescimento no terceiro trimestre para 6,8 por cento, ante 6,9 por cento no período anterior, esteja em linha com as previsões dos economistas, alguns investidores apostaram em uma leitura mais forte após declarações do presidente do banco central, Zhou Xiaochuan, no fim de semana.

Zhou disse que o crescimento pode atingir 7 por cento no segundo semestre deste ano.

As incorporadoras recuaram 0,9 por cento, depois que dados mostraram que as vendas de imóveis caíram pela primeira vez desde março de 2015 em setembro e o início de construções de casas desacelerou com força.

Já o índice MSCI devolveu a alta vista mais cedo e recuava das máximas de uma década, com as ações chinesas liderando as perdas.

“A leitura do PIB pode pesar negativamente tanto sobre os mercados acionários como de câmbio, pois os operadores podem se posicionar para uma desaceleração maior no fim do ano, suspeitando que as restrições financeiras continuarão a ter um impacto negativo sobre o crescimento da China”, disse o chefe de operações para Ásia-Pacífico na OANDA, Stephen Innes.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,66 por cento às 7:44 (horário de Brasília), após atingir a máxima de 10 anos na terça-feira.

O índice Nikkei do Japão atingiu a máxima de 21 anos e fechou com alta de 0,4 por cento, avançando pela 13ª sessão consecutiva.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,40 por cento, a 21.448 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,92 por cento, a 28.159 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,35 por cento, a 3.370 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,33 por cento, a 3.931 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,40 por cento, a 2.473 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,37 por cento, a 10.760 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,18 por cento, a 3.334 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,10 por cento, a 5.896 pontos.

Por Shinichi Saoshiro, Luoyan Liu e John Ruwitch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below