19 de Outubro de 2017 / às 17:07 / em um mês

Engie aposta na África com aquisição de negócio de energia solar residencial

PARIS (Reuters) - A empresa de gás e energia francesa Engie comprou uma companhia de sistemas solares residenciais da Uganda para crescer na África subsaariana, oferecendo eletricidade para milhões de pessoas que não têm acesso a energia elétrica.

A Engie disse nesta quinta-feira que adquiriu a Fenix International, que vende kits residenciais de energia solar financiados por pequenos pagamentos regulares feitos por meio de telefones celulares. A empresa não quis divulgar o valor do acordo.

Embora a Engie tenha 3.000 megawatts em ativos de energia renovável e a gás em operação ou em construção no Marrocos e na África do Sul, e sua controlada Tractebel forneça serviços de energia ao redor da África, o grupo não tem clientes de varejo na região.

O presidente da Engie Africa, Bruno Bensasson, disse que a empresa ajudará a Fenix a se expandir em cerca de 10 países subsarianos, incluindo Zâmbia, Quênia, Costa do Marfim, Senegal e Etiópia.

“Nossa ambição é cobrir milhões de clientes”, disse ele.

A aquisição é minúscula para a Engie, que teve receita de 66,6 bilhões de euros no ano passado, mas Bensasson disse que a empresa espera crescimento de dois dígitos da nova atividade.

A Agência Internacional de Energia estima que cerca de 600 milhões de pessoas na África subsaariana não têm acesso a eletricidade.

Por Geert De Clercq

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below