20 de Outubro de 2017 / às 19:14 / em um mês

Geração da hidrelétrica de Itaipu já supera obrigação contratual em 2017

SÃO PAULO (Reuters) - A hidrelétrica binacional de Itaipu, entre o Brasil e o Paraguai, já produziu neste ano mais energia do que o previsto para entrega em seu contrato, disse nesta sexta-feira a companhia responsável pela administração do empreendimento.

De acordo com Itaipu Binacional, a usina, que é líder mundial em produção de eletricidade, já ultrapassou 75 milhões de megawatt-hora entregues no ano, que é o montante previsto em contrato.

“Desde 1998, ou seja, há 19 anos, a energia entregue pela binacional... sempre foi superior à vinculada, em todos os anos”, disse a empresa, que no Brasil tem como responsável por suas operações a estatal Eletrobras (ELET6.SA) e no Paraguai a elétrica Administración Nacional de Electricidad (Ande).

A produtividade da usina vem mesmo em meio a um ano de chuvas abaixo da média que tem deixado baixos os níveis dos reservatórios da maior parte das hidrelétricas brasileiras e pressionado as contas de luz, que desde julho têm uma cobrança adicional devido à menor oferta de geração hídrica.

A usina de Itaipu é a segunda maior do mundo em capacidade instalada, com 14 mil megawatts, atrás de Três Gargantas, na China, com 22,4 mil megawatts.

Mas a produção de Itaipu somou um recorde de geração de 103 milhões de megawatts-hora em 2016, ante uma maior marca de 98,8 milhões de MWh de Três Gargantas, em 2014.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below